Anúncios

Mini-Reviews: Prince of Persia 2008 (PC)

Análises com um máximo de 1.000 caracteres para você ler enquanto toma um café

Depois da bem-sucedida e desafiadora trilogia Sands of Time, a franquia Prince of Persia estava começando a se repetir. Para sair da mesmice, a Ubisoft resolveu sonhar tudo de novo em 2008 com esta abordagem… inusitada.

Que o jogo é belíssimo, ninguém discute. A polêmica é que o príncipe não morre: sempre que erra um salto, é salvo por sua parceira de aventura e pode tentar de novo. Sim, heresia instantânea para os velhos fãs, mas as aparências enganam!

O que a Ubisoft fez foi multiplicar por mil as peripécias acrobáticas do príncipe. Há sequências alucinantes de saltos ousados misturados a descidas em alta velocidade por rampas e escaladas em paredes; momentos que seriam frustrantes e inviáveis em jogos implacáveis como seus antecessores, que puniam o jogador a cada erro. Prince 2008 dá sim uma canja ao jogador, mas essa canja é um preço a pagar por uma experiência deliciosa e inesquecível. A trama empolga, o clima envolve e o final é extraordinário. Recomendadíssimo.


Anúncios

20 Respostas

  1. “Prince 2008 dá sim uma canja ao jogador, mas essa canja é um preço a pagar por uma experiência deliciosa e inesquecível…”

    Sei não Gagá,qualquer mudança deste nível num jogo como Prince,tem uma boa chance(muito boa mesmo) de estragar o game,ou pelo menos transformá-lo em outro game.De qualquer forma eu não gosto muito dessa pegada 3D dos Prince of Persias que saíram por aí(joguei os do PSP) e sempre curto mais o básico,puro 2D,até versões para NES eu gostei.
    Está pra sair,agora dia 25 de Julho,Prince of Persia The Shadow and the Flame,para Android e IOS.Eu gostei muito do estilo do jogo,estou até empolgado pra ser sincero,se ainda não viu de uma olhada nele,talvez goste.
    http://migre.me/fsjkz

    Curtir

    • Eu pensei a mesma coisa que você quando li os reviews na época, mas quando joguei tive a sensação de que os críticos não entenderam a proposta. O jogo continua com toda a cara de Prince of Persia, só o que aconteceu foi que eles alteraram o equilíbrio: colocaram muito mais peso na adrenalina das acrobacias e tiraram peso da dificuldade e da tensão.

      Eu sou fã de Prince desde o primeiro, e como tal adoro a alta dificuldade da franquia. Mas quando um jogo recebe muitas continuações, eu acho muito interessante quando os desenvolvedores se propõem a fazer algo diferente. Minha impressão foi parecida com a que tive com FFXIII: o jogo é meio “herético” e não sei se eu gostaria que a franquia seguisse esse rumo, mas analisando como uma experiência única e isolada, eu adorei. É difícil fazer algo diferente com uma franquia que já tem bases estabelecidas, mas libertando-se de certas “obrigações princéticas” (rs…), a Ubisoft conseguiu fazer algo realmente diferente, mas que continua tendo alma de Prince of Persia — ao contrário do que fez no Prince of Persia: Warrior Within, que é um ótimo jogo, mas praticamente estupra a essência do personagem, transformando-o num cara violento e boca-suja.

      Porém, no seu caso específico, se você não curte Prince em 3D eu não recomendo. Certamente não vai ser esse aí que vai mudar a sua opinião. A minha esposa, por exemplo, adora Super Mario World e não tolera qualquer tipo de Mario 3D. Questão de gosto mesmo.

      Curtir

      • Essa “quebra de ritmo” no estilo de um game pode ser interessante,até para se tentar coisas novas em jogos posteriores a série.Mas ainda acho a transição do 2D para o 3D,em qualquer jogo,um processo traumático,mesmo quando dá muito certo.(Mario 64).Gosto muito de jogos 3D,mas me sinto muito mais à vontade com os que já nasceram assim,em 3D.

        Curtir

        • Não é exatamente o meu caso, mas há muita gente que pensa como você. Já li numa entrevista (acho que com o Miyamoto) que a série New Super Mario Bros surgiu justamente porque há uma turma forte que só quer saber de jogos 2D.

          Curtir

    • Sobre o Shadow and the Flame, olhe aí um novo vídeo, Dactar:
      http://www.computerandvideogames.com/419850/new-footage-of-prince-of-persia-2-remake/

      Infelizmente o celular que tenho aqui não roda :( Mas tudo bem, eu quero jogar o original primeiro.

      Curtir

  2. dizem que é o Prince mais fácil da franquia, eu mesmo quero joga-lo e zera-lo. mas Gagá, você disse que o final é épico, pelo que ouvi falar, dizem que o tal DLC, “epílogo” diz que complementa esse tal final, mas não sei se isso é verdade…

    diziam que era para ser uma trilogia, mas a Ubisoft não gostou desse personagem e desistiu dele, uma pena : (

    Curtir

    • É o mais fácil mesmo, porque você não precisa voltar um pedação quando morre — nem morrer você morre, para ser sincero.

      Falando sobre o final sem “spoilar”, acho que o DLC só faz estragar um final que, na minha opinião, é incrivelmente bonito e perfeito. Algumas pessoas devem ter chiado, e a Ubisoft se viu na obrigação de estender e mudar a coisa toda. No fim das contas, é como eu disse para o Dactar, cada um tem um gosto. Pelo menos eles fizeram a lambança no DLC, então eu posso simplesmente ignorar e fingir que ele nunca existiu, rs… aliás, o DLC sequer saiu para a versão de Xbox 360.

      Curtir

  3. Bem legais os gráficos, nunca tinha visto nada desse jogo, vou ficar atento se rolar alguma promoção dele, devo pegar! :-)

    Curtir

    • Os gráficos são lindos de morrer. Frank, mesmo que você ache o jogo uma porcaria, só pelo visual já vai valer a viagem.

      Curtir

  4. Grande Gagá,

    Esse jogo estava no meu radar, mas devido às críticas negativas, acabei baixando a prioridade dele. Agora que você deu uma boa recomendação, vou colocá-lo novamente em prioridade.

    Eu gosto muito de Sands of Time, mas os outros dois eu curti mesmo, principalmente o terceiro. Acho que o Sands of Time foi um jogo que trouxe de forma brilhante as acrobacias e o clima místico de Prince of Persia para o mundo 3D.

    Curtir

    • Eu amo Sands of Time, é um dos meus jogos favoritos EVER. Fiquei muito decepcionado com o Warrior Within, porque o jogo perdeu completamente a magia. Nada a ver o que fizeram com o príncipe, ficou forçado, a gente nota que tentaram atrair a molecada que só gosta de porrada.

      Dito isso, ainda considero o WW um jogão com uma trama bem interessante. No Two Thrones eles tentaram consertar a lambança toda, mas já era tarde. Embora ele esteja mais alinhado ao clima do Sands e seja muito bom, a magia já não está mais lá. Não por acaso o Mechner só trabalhou no primeiro.

      O fato é que até hoje não joguei um Prince que eu não tenha gostado. Até aquele 3D toscão do Dreamcast (que nem o Mechner gosta, rs…) eu curto… um pouquinho :P

      Curtir

      • Ah, lá em cima onde escrevi “Eu gosto muito de Sands of Time, mas os outros dois eu curti mesmo, principalmente o terceiro”, na verdade, eu gostei MENOS dos outros dois. ;) Então, a gente concorda. Não sabia que Machner tinha trabalhado no Sands of Time, deve ser por isso que é um jogo realmente especial.

        Curtir

  5. Ótimo jogo!

    Tive a bela oportunidade de joga-lo logo que peguei meu PS3 (acreditem se quiser, presente da patroa!) e até comprei o DLC.

    Espero até hoje uma continuação.

    Curtir

    • Pior que pelo visto não vai rolar essa continuação… o jogo foi massacrado por causa do lance do jogador não morrer. Eu mesmo quase não joguei porque fui na onda dos críticos. Quando pintou numa promoção do Steam, peguei e amei instantaneamente. Lembro que durante a minha jogatina, eu pensava “putz, eu sei que vou lembrar desses dias com saudade no futuro”.

      Confesso que torço para o próximo Prince of Persia ser infernalmente difícil como de costume, mas como uma experiência única, numa “realidade paralela”, eu achei delicioso jogar Prince of Persia 2008. É uma pena que os fãs das grandes franquias reajam tão negativamente quando, depois de inúmeras continuações conservadoras, pinta uma singularidade como essa. Acho que nesse negócio de videogame a gente precisa de umas ideias loucas tipo “e se o príncipe não morrer?” de vez em quando.

      Curtir

  6. Sempre paguei pau pra arte gráfica desse jogo, acho muito bonito e é uma pena que não existam tantos jogos que usufruam dessa técnica =P
    Valeu Gagá!!

    Curtir

    • Os gráficos são arrasadores. Na verdade, são tão arrasadores que foi justamente na abertura do jogo que descobri que minha placa de vídeo estava com problemas no cooler, o PC todo travava quando a areia começava a voar. Como sou um cara muito inteligente, insisti e a placa fritou na primeira fase :)

      Curtir

      • Hahaha o Gagá em vez de levar o cachorrinho pra praia pra passear deve levar o PC e traz o coitado cheio de areia…rs
        Boa heim Gagá, mas de vez em quando é bom a gente dar umas “burradas” dessa, porque é só assim pra gente tomar coragem e meter a mão no bolso pra fazer um upgrade no PC…hehe

        Curtir

        • Que levar PC nada, comprei um 3DS outro dia ^_^ Tô preparando um post para contar a novidade aqui no Cosmic Effect.

          Curtir

  7. Nunca dei muita atenção a esse Prince Of Pérsia, mas vou me arriscar nele qualquer hora. Aproveitar essas promoções doidera que vira e mexe rola!

    Ótimo mini-review Gagá!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: