Anúncios

Cosmic Fast #10 – MSXRio’2011

MSX. O microcomputador de muito brasileiro marmanjo que hoje trabalha no ramo da computação.

MSX. O microcomputador que era considerado um “videogame de luxo”.

MSX. O microcomputador que…

…foi tanta coisa, pra tanta gente. Aqui no Brasil, foi um sucesso nos anos 80, e alguns dizem que ele até salvou o país do crash dos jogos eletrônicos, que acontecia nos EUA. Mas o MSX foi muito mais do que isso: é motivo de paixão de micreiros de várias partes do mundo, especialmente no Brasil. O Mario Cavalcanti, nosso correspondente do Rio de Janeiro, foi até o encontro MSXRio’2011, organizado pela comunidade de MSX mais antiga em atividade no Brasil. O encontro, que acontece anualmente desde 1996, é um negócio super-divertido: imagina um “fliperama com todo mundo só jogando MSX”. Ou seja, uma espécie de variante do paraíso.

Mais do que a cobertura do encontro, este Cosmic Fast é um convite à celebração do computador mais videogame que já existiu. Sem mais delongas, prepare-se para curtir o MSX em Full HD no…

Cosmic Fast

Edição #10: MSXRio’2011

Canais somente com vídeos produzidos pelo Cosmic Effect

* * *

Anúncios

49 Respostas

  1. Vou assistir amanhã sem falta. Ontem em um canal de TV da minha região uma reportagem sobre lixos eletrônicos. É legal conscientizar a galera que não dá pra jogar eletrônicos no lixo comum, porque as placas costumam ter materiais como chumbo, nunca tinha me tocado disso. Mas é triste ver tantos eletrônicos jogados fora, indo rumo à destruição, e entre eles reconheci um MSX. Havia outros modelos de computadores antigos que eu não conheço. Deu dó ver tanto material interessante sendo simplesmente destruido.

    Curtir

    • Verdade, Heider. O MSX é guerreiro. Desconfio que existam muitas máquinas encalhadas por aí. Eu mesmo tive um 1.0 para por um bom tempo além do 2.0 que conservo até hoje. Mas há alguns anos consegui limpar o bichinho e vender pro filho de um engenheiro. Espero que o micro tenha despertado interesse no pimpolho assim como despertou em mim (quando eu também era um pimpolho hehe).

      Curtir

  2. Eu tinha anotado mentalmente de que deveria ir no MSX Rio esse ano, apenas para conferir a galera lá, e talvez jogar um pouquinho… Eu sou um completo ignorante do sistema e dos jogos dele. Sem falar que ia ser legal conferir os feitos da comunidade. Infelizmente, parece que acabei deixando passar, e não fiquei sabendo quando ocorreria… Ficarei mais atento na próxima!

    Por isso que a premissa do vídeo é boa, de mostrar a quem não pôde comparecer como o evento era… Ainda mais porque é algo único! Sem falar na nostalgia, que vai acometer muita gente que de fato conheceu o sistema na época :P A Xuxa em 512 cores foi o destaque!

    Curtir

    • haha, eu sabia que ia curtir o momento “a globo 90 é nota 100”!

      No ano que vem, você e o Gagá pintam por lá junto com o Mario. Você que é fã dos shmups, não precisa nem dizer que no MSX é uma coisa de louco nesse departamento.

      Curtir

  3. Realmente foi como voltar no tempo. Nota 10. MSX merece posts assim.
    Demais!

    Curtir

  4. Os gráficos do MSX não ficam tanto atraz de video-games da época, nunca tive, até pq nasci meio tarde… Mas o joguinho de nave parecia muito com Darius Twins do SNES.

    PS: que dia que rola a matéria sobre star wars?

    Curtir

  5. Diferente de Eric, fui um órfão total de MSX, tendo jogado apenas alguns jogos aqui e ali, como o River Raid que eu adorava no Atari e no MSX era bem mais difícil. Meus primos tinham mas não eram muito ligados então quase nunca jogavam, quem dirá me chamar, hehehe.
    Ver esse vídeo foi um deleite, ver a versão de Castlevania para MSX (qual versão será que saiu primeiro?) E a óbvia homenagem que a Treasure fez de Nemesis em Gradius 5.
    Enfim, preciso me atualizar em emuladores de MSX. Eric, teria um top 5 jogos para eu começar?

    Curtir

    • @Andrey Santos Valeu Andrew!

      @Fredo Em breve, meu caro! A edição deste episódio do Star Wars começou bem trabalhosa, mais que o comum, mas vai ficar muito divertido – aguarde :)

      @Dancovich Opa Danc, o Euler é o cara do MSX, mas seu estilo pede que você mergulhe num dos Nemesis/Gradius ou em certos jogos do MSX2, como o F1 Spirit pra MSX2, que parece jogo de SNES/Mega Drive de tão bem feito. Aparece uma foto do F1 Spirit do MSX1, que é top-view como Road Fighter nesse vídeo, mas o F1 Spirit do MSX2 (não lembro se tinha subtítulo) era incrível. Tem um plataforma chamado “Aliens” também que você controla Ripley, tenho gostado muito no emulador e queria sua opinião sobre ele depois :)

      Curtir

      • F1 Spirit no MSx2, Eric? Eu não tinha esse…. vixi, vou ter que ver isso lá em casa no emulador!!

        Danilo, o Space Manbow que passou no vídeo é muito bom. Lembra R-Type.

        Tente também Hinotori(Fire Bird) que é considerado o Knight Mare do MSX2.

        E os conhecidos são todos bons: KnightMare, Zanac, Goonies…

        Curtir

        • Engraçado, Euler, lembro de você falando muito do F1 Spirit mas nem lembro de ter jogado em sua casa, mas acho que por uma Ação Games que eu tenho que mostrava umas imagens desse outro F1 Spirit “3D”, era vidrado nas fotos dele; no tempo da emulação foi um dos primeiros que tentei emular.

          Hinotori, putz, vou olhar isso aqui agora!

          Curtir

  6. Eu também nem me liguei que o MSX Rio tava chegando… pena, porque eu poderia ter divulgado lá no Gagá Games e de repente até aparecia de novo. Já fui a uma edição e a coisa toda foi bem divertida!

    Ô Mário, eu também sou carioca! Vamos ver se a gente combina de ir junto com a rapaziada carioca (Rafael e afins) no próximo MSX Rio, ou até no Brasil Game Show, vai ser divertido!

    … hmmmm… ideia mirabolante aqui na cabeça… confere seu email aí, Cosmonal.

    Sobre o cast em si, adorei a cobertura. Conheço todos os jogos mostrados, he he… o curioso é que eu tive um MSX, mas joguei bem mais na casa de um amigo. Eu só tinha o gravador para rodar jogos em fita, mas ele tinha drive de disquete, Mega RAM e tal, estava sempre entupido de jogos. Joguei Goonies, Lazy Jones, Magical Tree e outros clássicos em casa, mas Metal Gear, Aleste e muito outros foi lá mesmo, na casa do meu amigo Raphael Joseph.

    Outra coisa curiosa no Cast, e que talvez não tenha sido intencional, é ficar ouvindo as conversas que rolavam enquanto o vídeo era registrado. Dá para notar bem o nível técnico da rapaziada.

    Curtir

    • Tem o negócio do Zelda Day que tá vindo por aí…

      Curtir

      • Tá doido para me ver pagando mico de gorrinho verde, hein? :P

        Mas é verdade, Zelda Day a caminho… você vai? Eu ainda tô pensando…

        Curtir

        • Fala, Gagá. Sim, vamos marcar alguma coisa. Já falei pro Eric que minha presença é garantida no Zelda Day (mas sem gorrinho verde haha). A ideia do Rafael é boa. A gente poderia se encontrar lá. Mando email pra vocês combinando.

          Curtir

        • É, eu também vou aparecer, mas sem gorrinho verde!

          Bora lá pô, vai ser divertido de montão… Acho!

          Curtir

    • @Orakio “O Gagá” Rob Legal Orakio, foi intencional sim deixar o áudio, pra tentar trazer o clima de “arcade”! Tentei colocar game music o tempo todo como de costume, mas colidia com o som ambiente – era um ou outro, optei por deixar assim, legal que gostou.

      “o megaram não foi detectado, pô, o que será que aconteceu?”
      “…precisar formatar o SD em FAT16 pra funcionar no MSX hein, deve ser por isso”

      Editando no headphone e repetindo toda hora a mesma parte, até fofoca consegui ouvir :P

      @Rafael Fernandes
      @Mario Cavalcanti
      Já estou tirando o tema de Zelda pra tocar forever alone aqui em casa, enquanto vocês três se divertem no evento :) Ah… Salvador……. (e tome grilos) rs…

      Curtir

  7. Mario, seu registro do evento ficou ótimo!Agora temos um correspondente da cidade maravilhosa,espero ver mais vídeos seus, mesmo com “Wet Condition” :)
    Foi um prazer conhecer o universo MSX,nunca fui um PC gamer mas é inegável a fama e o prestígio da marca MSX,uma fantástica plataforma de jogos,principalmente os “de nave” que eu gosto muito.
    Minha experiência com Pc´s fica mesmo com o DOS e os jogos para Windows 95!Nada mais.

    Harry no Rio de Janeiro? Andrey,o Harry já conquistou o mundo virtual e agora o real também? ha ha ha .

    Danilo o que foi aquilo?Sega Mega Jet? esse eu não conhecia! eu conheço o Nomad,Danilo valeu pelo vídeo!

    As famosas comparações entre passado/presente que é a proposta do Cosmic Effect sempre são um show à parte: Gradius PS2 vs MSX Sensacional!Eu realmente sou fã dessas comparações.
    Nota “A+” pra você Eric,aliás você merece um 10 principalmente pelo final,com o game The Goonies e a maravilhosa música da também maravilhosa Cyndi Lauper! Eu adoro ela.(recomendo ouvir o álbum “Menphis Blues” Cyndi se reinventa nele).
    Cosmonal,sobre a lista de discussão do cosmic ark isso foi muito: “Cosmic Effect Origins” gosto muito de saber dessas curiosidades de bastidores.
    Só aqui é possível ver no mesmo vídeo coisas como:

    1 MSX
    2 Xuxa em 512 cores
    3 Grilos Troll
    4 Sega Mega Jet
    5 Cyndi Lauper
    6 Referências Pitfall everywhere!!!

    Só no Cosmic Effect ,ha ha ha ha! :)

    Curtir

    • Ola Dactar, o Pitfall visitou o Rio e ainda correu em Ipanema pra manter a forma.
      Rss
      Excelente post Eric!

      Curtir

    • Isso mesmo Dactar, contribuição de nosso amigo Marcelo Araújo, que hj tá em Curitiba. Esse Mega Jet foi uma versão do Mega Drive que equipou alguns aviões, isso mesmo, teve gente voando e aproveitando as horas jogando Sonic.
      Marcelo conseguiu esse no eBay por uma pequena fortuna, coisa fina, não acha fácil não.

      Curtir

    • Rs, Dactar é uma figura mesmo… adorei o resumo em tópicos e sempre que rolam os “momentos cosmic effect” como o PS2 x MSX lembro que você é dos que mais curtem XD

      “Memphis Blue”, anotado aqui, valeu a dica. Gosto muito dela (favorita pessoal é a “She Bop”) mas não conheço discos inteiros.

      Curtir

      • Ha ha ha!Então Eric,gostei mesmo do C.Fast e claro sou fã das
        comparações passado/presente.Também gosto de “She Bop” a Cyndi traz muito a essência Pop 80´s.

        Curtir

  8. Muito legal rever alguns jogos tão “distantes” como o Skooter, que eu nunca esqueci a música. O MSX tem uma energia muito forte, e acho que muito por conta da ‘comunidade’. Eu fui usuário de micros tipo Prológica e a ‘comunidade’ naquela época ainda era um acontecimento muito discreto, muito “sub-socializado”. Computador tipo CP-400 Color era quase tão bacana quanto MSX (dadas devidas proporções) mas não conseguiu tamanha empatia com seus usuário. Aliás, meu 400 às vezes dava umas travadas de teclado “legal”, que você simplesmente tinha que ficar esperando (até hoje não entendo o que era aquilo). Expertzinho só precisava dar uns apertões nos chips de tempos em tempos! rss Abraços

    Curtir

    • Alexo, a música do Skooter também não sai da minha cabeça. Pra quem tiver curiosidade, a música é essa (http://www.youtube.com/watch?v=_6u9ZsvtarM). E ela é uma versão de Maple Leaf Rag, de Scott Joplin (http://www.youtube.com/watch?v=O_dI6BZt06U). Tive a oportunidade de mexer no CP-400 Color, pois numa softhouse de MSX que existia perto da minha casa também vendia jogos do Color. Boa lembrança. :-)

      Curtir

      • Poxa, muito legal descobrir que essa música é uma releitura. Eu até imaginava. Tem vários casos de temas de MSX, como esse, que remixam temas conhecidos. Sobre o TRS-Color, bem, eu sou colecionador de trilha sonora de jogos né, e material dele eu sinto bastante falta. Quase não tenho nada. E gostava muito de algumas músicas do 400 Color, com seu timbre que parecia um órgão. Será que não acho músicas dele na Internet, não? Mesmo algumas de MSX, originais, são meio difíceis de achar ou quando achamos é alguma gravação caseira e às vezes do emulador. Enfim, qualquer dica, agradeço! Abraços

        Curtir

        • Oi, Alexo. Existe o emulador Mess (http://www.mess.org), que emula vários sistemas, inclusive a linha TRS-80 Color. É questão de garimpar roms de jogos. Não conheço de cabeça um site que tenha roms do CP-400. Se eu descobrir te aviso. Abraços.

          Curtir

        • Alex, vc que teve CP 400 e gosta de músicas… vc lembra de um jogo chamado Shamus? Meu tio tinha um CP400 e eu me amarrava na música de abertura. Eu lembro que era uma música linda!

          Curtir

          • Bom, você falou em Shamus e eu comece a cantarolar uma música aqui mentalmente. Posso estar confundindo com outro jogo, mas lembro sim! Uma música de abertura, né (tela de título)? Tranquila e tal. Não lembro a música dentro do jogo, mas essa era boa mesmo! Outra boa era do Shock Trooper (http://www.mobygames.com/game/trs-80-coco/shock-trooper/screenshots/gameShotId,191631/)! Sinto falta desse material musical e no emulador eu até ja tentei algumas coisas, mas é meio difícil e às vezes a música fica picotada ou mais lenta etc. Será que ninguém tem elas salvas com qualidade? Ou ninguém produziu CD com elas? Qualquer hora preciso tentar pesquisar de novo.

            Curtir

  9. Wow!!! Que legal Mario!!! Morri de inveja aqui rs

    Eric, achei brilhante sua idéia de amarrar o post ao nascimento do blog. Realmente o “Cosmic Ark” surgiu inspirado num desses eventos de gamemaníacos clássicos. Casou perfeito!

    Otimo tb o trabalho de comparação do Salamander com o Gradius V. Eu nem lembrava da similaridade! O Salamander, apesar dos gráficos super bem feitos, ainda era um jogo de MSX1 (Megaram).

    Dos jogos mostrados no video, so não conhecia o Jungle Hunt. Foi um port Brasileiro? Ficou muito parecido mesmo com o do Arcade!

    Interessante como os gamers do MSX desenvolvem predileção por shooters,não? rsrs

    De mais, fantástico trabalho Mario e Eric!

    Curtir

    • @Euler
      Lembrando que foi você quem teve a idéia inicialmente; me chamou pra ver as fotos dos encontros da Canal 3, a gente passou uma semana só passeando naquelas fotos!

      Sim, um port brasileiro da versão do Commodore. Pelo que li, ele adicionou a abertura da ROM do arcade e o jogo é 100% o do Commodore. Alguém do Rio também, esse lugar ama o MSX :D

      Engraçado Euler, você de Zanac em casa e eu de Defender no Atari, lembra? Era isso, quando eu chegava de sua casa, depois de jogar Zanac não queria ver Defender no meu Atari; horas de Goonies no seu MSX? Até Pitfall lá em casa ficava meio sem sal, rsrs…. era chocante o MSX.

      @Alexo Mello
      Grande Alexo! Tinha um vizinho que tinha CP-400 e o que talvez chamasse mais a atenção para o MSX era o departamento de áudio, que era a par com alguns arcades da época. Pelo menos em mim tinha um efeito muito forte!

      Curtir

  10. Ainda n vi o vídeo, mas tenho certeza de q está muito bom. :-)

    Rapidamente: Obrigadíssimo pela relevância dada à MSXRio, o encontro é realizado desde 1997, e tivemos uma cobertura muito bacana de quem realmente entende do assunto, ou seja, MSXzeiros como o autor da matéria. :-) Só n vi como fiquei no vídeo, se ficou legal…

    Outra coisa, a MSXRio agora n é 1 por ano, são 3. O 1o encontro do ano foi em março (1 dia), o 2o foi agora, em junho (2 dias) e o 3o será em 24 de setembro de 2011 (1 dia), no mesmo local. Quem perdeu, ainda pode vir num 3o encontro. Visitem o nosso site (http://www.msxrio.com.br) q tem relatos de todos os encontros, fotos e vídeos a respeito desse encontro q é o + antigo em atividade no Brasil (por 1 ano estamos na frente do encontro de Jaú, interior de SP), e embora (quase) todos q lá estão são amigos, sempre estamos abertos à visita de + gente interessada nesse q é “o mais mágico dos microcomputadores”.

    Curtir

    • “embora (quase) todos q lá estão são amigos, sempre estamos abertos à visita de + gente interessada”

      Eu estive no MSX Rio uma vez, e essa foi uma das coisas que eu mais curti: os caras já se conhecem faz tempo, mas quando chega um novato (tipo eu) eles já vão logo receber, puxar um papo, e em poucos minutos você já está se sentindo em casa.

      Curtir

    • Obrigado pelo comentário e bem-vindo por aqui, Ricardo!

      Espero que assista o vídeo assim que puder e volte aqui pra dizer se curtiu de como ficou apresentado! Como é mostrado no vídeo, vocês foram inspiração para as pessoas que começaram este blog também realizarem encontros similares aqui na cidade de Salvador :)

      Abração e assiste mesmo o vídeo, meu caro!

      Curtir

  11. Mais um Cosmic Fast muito bem feito. E que nostalgia monstro com a Cindy Lauper cantando no fim…

    Curtir

  12. […] [Via Cosmic Effect] […]

    Curtir

  13. Muito bom como sempre! Penso que em Portugal o MSX não foi comercializado, os micros fortes foram o Spectrum, Timex, C64 e Amiga, mas foi pena porque é uma excelente plataforma para jogos.

    Curtir

    • Fala amigo!

      Realmente é uma pena o MSX não ter sido comercializado no seu país, mas seus vizinhos Espanhóis com certeza o conheciam muito bem! Eles têm uma grande produção de jogos para a plataforma e alguns deles eram clássicos como: La herancia e La Abadia del Crimem.

      Agente tenta sempre postar tópicos sobre MSX e obrigado por nos prestigiar!

      abs

      Curtir

      • Eu joguei muito La Abadia del Crimem… lembro de quando finalmente pus as mãos em uma revista com o walkthrough do jogo. Era difícil pra caramba, tinha que saber o que fazer em cada dia…

        E La Herancia é um velho favorito também…

        Curtir

  14. Realmente…..

    …muito bom o vídeo e conteúdo desse site.

    Já está nos favoritos.

    []’s
    PopolonY2k

    Curtir

  15. Para variar, mais um Cosmic Cast de qualidade (Oscar para esse pessoal já!!).

    Há tempos estou tentando me organizar (bom, na verdade lembrar) de ir em um desses encontros do MSXRio, pois esse é um dos sistemas que tenho mais curiosidade de ver e conhecer. Aliás, não só esse, mas toda a série de microcomputadores dos anos 80 (Amiga, MSX, Sinclair, etc…). Como na minha infãncia eu segui a trilha dos videogames (e dos Arcades), acabei não conhecendo nenhuma dessas maravilhas (só para vcs terem idéia: eu nunca vi um MSX funcionando…).

    Agora já fico mais feliz sabendo que temos 3 MSXRio por ano, vou fazer o possível para ajeitar a minha vida para ir nesse próximo.

    Curtir

    • @Adney Luís
      Valeu Adney, olhaí, se for para um MSXRio e o Mario estiver por lá, ele vai te entrevistar aí você pergunta: “é para o Cosmic Effect?” :)

      @PopolonY2K
      Brigadão Popolon!

      @tristanccm
      Cindy Lauper derruba o retrocoração de qualquer um!

      Curtir

  16. Esse trechinho de Knightmare vai me fazer baixar um emulador de MSX agora

    Curtir

  17. Olha o meu MSX aí, gente! É o Sony MSX2+ japonês. :)

    Curtir

  18. […] lançou para o MSX. Joguei muito o Guardic no mês de junho, mais ou menos na época em que fiz a cobertura do MSXRio’2011. Esse game tem atributos muito equilibrados: jogabilidade, originalidade, trilha sonora, gráficos […]

    Curtir

  19. Muito legal o vídeo! Acho incrível como o MSX é cultuado, toda sua história e comunidade! Infelizmente nunca o joguei, mas eventos como este são importantes como um resgate na memória e para apresentá-lo as novas gerações!

    Curtir

  20. […] jeito, acho que faço mesmo parte do braço retrocomputacional do Cosmic Effect. Não à toa fiz a cobertura de uma das edições do MSXRio em 2011 e também apareci no Cosmic Cast da Feira de Antiguidades da […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: