Anúncios

TheBoss 017 – Syder Arcade (OUYA)

Console de videogame novo precisa ter pelo menos um bom jogo de nave. Conheçam Syder Arcade, para o simpático e pequenino OUYA. Considere comprar caixas de som melhores para escutar a trilha sonora anos 90, MOD, synthpop europeia deste jogo independente em nosso vídeo.

Anúncios

26 Respostas

  1. Jogos de “navinha” são sempre bem vindos! Que coisa de loco esses filtros que emulam consoles antigos! Os retrogamers vão ao delírio! Gostei muito do que foi mostrado, inclusive dos puzzles. Me parece um título obrigatório para quem tem o Ouya.

    PS: Mas que tecladinho bacana esse! É ideal para este cenário de estar jogando na TV e poder escrever em menus de jogos ou controlar o PC a distância, pois é bem compacto!

    Curtir

    • Frank,RII Touch é o nome do teclado,manda no Google RII e o site aparece logo no topo. :)
      E sim,jogos de navinha nunca morrem,na verdade eles nos protegem he he he
      Que Aleste,Axelay,Darius,R-Type,1942,Aerial Assault nos protejam das forças do mal,rs.

      Curtir

      • Valeu, Dactar! Muito bacana mesmo! Vou deixar esses links salvos aqui, talvez eu pegue um desse no futuro!

        Curtir

    • Frank, curioso quanto aos filtros desde jogo específico do OUYA é que nunca vi tantos filtros obscuros em nenhum jogo/emulador por aí, eles quiseram homenagear os jogos de nave especificamente dos micros da época e conseguiram muito bem! Ah, e o tecladinho+trackpad é uma “mão na roda” mesmo, acha fácil e barato nos sites chineses.

      Curtir

  2. Eric Fraga… que jogo animal é este Syber Arcade do Ouya!
    Eu me amarro em shooters clássicos e este é de encher os olhos.
    Deu vontade de ter um “Cubo Mágico” também só para jogar este game.
    Abraço.

    Curtir

    • Pois é Douglas! Enquanto fizeram jogo de nave, seja qual for a plataforma, nós vamos comprando……. nem o chocolate batom tem este poder…. compre jogo de nave, compre jogo de nave…

      Curtir

  3. Você descobriu mais uma pérola Eric!Que jogo bonito e bem feito.Lembra muito Defender(foi o primeiro jogo que me veio a mente quando bati o olho em Syder Arcade) ainda mais pela mecânica de ir de um lado para o outro e o mapinha em cima da tela.Mas independente disso o jogo parece ter muito a oferecer.Tô cada vez mais a fim de comprar um OUYA he he he,aliás ele já começou a ser vendido nos EUA,e até agora parece que foi um sucesso por lá.Alguém bem que poderia importar e ser representante do OUYA aqui no Brasil…
    Mas,voltando ao Syder,o leaderboard impressiona,não?Todo jogo de “pontos” para o OUYA deveria ter isso,ajuda a fortalecer a comunidade on-line do console.
    Aquela parte onde aparece vc liderando a frota,eu achei muito foda,cria um tempero de guerra espacial mesmo,não parece que vc é uma navinha isolada no espaço,he he he

    Apenas por curiosidade(vc deve saber,eu acho) a Evil Studio,que produz o game,fica na Bologna,Itália(talvez seja por isso que o líder na leaderboard,que aparece no The Boss,se chama “Papa” kkkkk vai saber né) e também sobre o mini-teclado,o nome dele é “RII Touch” e tem aquele laser porque é feito também para apresentações e coisas do tipo.Para quem tiver interesse no tecladinho é só digitar “RII” no google,o site aparece entre os primeiros.

    E aí Eric,que bom que o controle continua com recomendações positivas,mas de qualquer modo,poder usar os controles “tradicionais” dos outros consoles também é algo muito legal,mesmo!Já estou prevendo muito hacking neste OUYA,por exemplo,usar controles diversos,emular geral e integrar tudo que o Android pode oferecer junto com suas atualizações,é só questão de tempo.

    Abraço mestre Cosmonal!

    Curtir

    • > parte onde aparece vc liderando a frota,eu achei muito foda,cria um tempero de guerra espacial mesmo

      Ahaha, muito bom, eu também achei Dactar: olhando seu comentário, a gente meio que faz um “role-play” nesse momento… se sente no time das naves, com os cruzadores na retaguarda! E, curiosamente, os “cruzadores” ajudam mesmo: seus tiros são teleguiados e realmente abatem algumas naves inimigas e até o chefão.

      Olhaí, não vi que a StudioEvil era italiana não, legal. Subjetivamente, desconfiei totalmente de que era gente da Europa por causa do calibre da música e a ode ao Amiga.

      (ahahah, sobre o laser pointer, era só uma piada! Trabalhei na TI de uma faculdade por muitos anos, lidava muito com esses brinquedos, rsrs).

      Ah, e o OUYA é oficialmente hackeável (eles enfatizavam esta ideia desde o kickstarter) então: já funciona tudo que é joystick de primeira (só precisa o jogo “querer”), emulação nem se fala (aguarde episódio especial sobre um emulador que só o OUYA tem…). Eu aposentei meu Android TV porque o XBMC já roda nele, juntamente com o mini-teclado é bom demais pra controlar, agora só passo o sinal de vídeo para a TV quando jogo algo de PC, para reprodução de mídia encerrou, é só OUYA mesmo (Tegra 3+presença de Ethernet — pq wifi não dá vazão para certos MKVs 1080p com alto bitrate — o permitem ser um decodificador pleno de MKVs 1080p 100%, sem framedrop algum).

      Valeu Dactar!

      Curtir

      • Achei estranho vc não conhecer o laser point he he he,eu acreditei na piada kkkkk.Opa,episódio novo do OUYA,com certeza!Ainda mais se for sobre emulação,putz,aí vai ser épico!
        O Android TV deve ter ficado muito bom no cubo mágico!
        No aguardo aqui por mais descobertas no OUYA!

        Curtir

  4. Muito bom este resgate dos jogos de nave! E esse filtro Spectrun??
    E a trilha sonora… demais…
    Finalmente algo “outside the box” rss

    Curtir

  5. Eric, só uma correção: o ZX81 não faz parte da linha ZX Spectrum como você informou no vídeo, mas da linha ZX80 (no Reino Unido). Aqui no Brasil, o equivalente ao ZX81 que você tem, seria aquela linha TRS80 (se eu não me engano) da Microdigital (TK82,TK83 e o que eu tive na época, o TK85, vc deve lembrar…). A linha ZX Spectrum equivale ao nosso TK90X e ao TK95 (que Andrey teve). Acho que por aqui se chamou de TRSColor. Esse sim tinham gráficos!

    Achei graça da criatividade deles para aquele eterno conflito que existe para dar um sentido aquela questão de uma nave sozinha contra uma frota estelar inteira: “Vc lidera seu esquadrão…” rsrs Vemos as naves aliadas atrás de nós, apesar de não afetarem em nada a jogabilidade tradicional do “1 contra 1 milhão!” rsrs

    Muito bom esse console! Gostei!

    Curtir

    • Essa parte de liderar o esquadrão também me pegou de surpresa Euler.Veja que mesmo não interagindo diretamente,cria-se uma sensação interessante muito forte de “estar defendendo outras pessoas”.Meio que reforça o conceito batido,porém sempre atual,de Herói.
      É como se vc fosse o cara mais foda e preparado na linha de frente para derrotar as tropas inimigas do mal,fica tudo implícito,isso tudo com um “simples” gesto de criatividade dos desenvolvedores.Por isso que sempre digo,todo jogo precisa provocar o jogador de alguma forma,seja pela jogabilidade,ou pelo próprio level design,e isso jamais será função dos gráficos.Gráficos são importantes,mas não possuem essa função de provocar o gamer no jogo.

      Curtir

    • A turma avisou lá nos comentários do youtube, valeu também Euler! De qualquer maneira, aquele meu ZX81 que aparece no vídeo é o antecessor direto do ZX Spectrum (tanto que o ZX Spectrum, pelo que li, era chamado de “ZX81 Colour” por sinal ^_^). De fato, eu lembro mais dos brazucas TK8x e 9x que você e a turma tinha por aqui, rsrs

      Ah, e no caso deste jogo afeta sim a jogabilidade do 1 contra todos! Ela atira e realmente ajuda na batalha com o boss ali (cortei bastante coisa pois evito spoilers ao máximo) — até menciono no vídeo: “… eles atiram também” e ajudam mesmo (são tiros teleguiados), rs…

      Curtir

    • ZX-81 é originalmente mono e sem som, mas é Sinclair.
      O ZX-81 veio antes dos ZX-Spectrum.

      TRS-80 é da Tandy Radio Shack (TRS-80 model I/II/III/4/4p). Acho que já rolavam efeitos sonoros. alguns destes modelos rolavam com certeza. Não sei se todos.
      Os TRS-80 vieram antes dos TRS-80 Color Computers (CoCo).

      No meu blog tem reviews de jogos do ZX-81 e do CoCo. Ah, e claro, tem um monte do Speccy também.:)

      Eu gostei do Syder. Ainda não pude assistir todo o vídeo. Mais tarde termino e devo brincar com o demo no PC.
      Agora… achei essas palletes meio fora da realidade das maquinas antigas. Vou ver melhor logo mais.:)

      Curtir

  6. Mais um ótimo vídeo desse console que ainda vai fazer muito barulho. Acredito que depois de ver, muita gente deve ter ficado com vontade de comprar um Ouya. Valeu demais.

    Curtir

  7. Mais um brilhante review, Cosmonal. Você sempre comentando com maestria. Não preciso nem dizer que adorei os “retrofiltros”. Imaginei mesmo que o de Speccy você tinha colocado em homenagem ao Andrey hehe.

    Eu ia inclusive fazer a observação sobre o ZX81, mas você foi mais rápido. Muito bom relembrar também os MODs, o MOD player. Isso que é review. Abraços!

    Curtir

    • @Guilherme Pô Guilherme, qualquer chance de um shmup novo desse calibre aí é ouro hoje em dia! Tomara que o OUYA continue atendendo essa turma que gosta dos jogos de nave. Abração amigo!

      @Mario Cavalcanti Valeu super Mario! :D Arrepiou de nostalgia com o MODPlayer na tela, fala a verdade Mario! ;-) Abração!

      Curtir

  8. Poxa… Pallete dos micros antigos foi uma ideia muito boa!
    Mas estas palletes são porcas demais!!!
    Testei as do ZX-Spectrum, C64 e MSX 2. Desse último então, foi muita sacanagem! Não condizem em nada com os gráficos destes sistemas!!!

    O jogo é muito bom! Mas essa “homenagem” de modos gráficos de “old computers” foi queimação de filme.

    Curtir

    • Fala Luiz! Amigo, pessoalmente acredito que o filtro de paletas está ok (ou seja, o gama de cores está fiel sim aos micros originais, em minha opinião).

      A questão é que há “muitos antialiasanisotrópicos” (hehe) e demais algoritmos típicos de hoje em dia que, com as paletas forçadas, tornam o visual meio bizarro, confuso — uma vez que o visual do jogo permanece o mesmo quando filtrado. Ou seja, se eles quisessem realmente simular o visual dos micros citados, haveria um maior trabalho com os assets originais quando aquelas paletas estiverem ativas. (pessoalmente, acharia desnecessário eles se esforçarem tanto só pra isso ^_^)

      Eu saquei a coisa como uma rápida brincadeira mesmo, uma singela homenagem mas não um modo pra você jogar de verdade. Como entendi assim, achei ótima a homenagem e merecedora de elogios! :)

      Aproveitando o encejo, fiquei feliz com um comentário do desenvolvedor do jogo na sessão de comentários do YouTube, se puderem dêem uma espiada ^_^

      Abração Luiz!

      Curtir

      • “Aproveitando o encejo, fiquei feliz com um comentário do desenvolvedor do jogo na sessão de comentários do YouTube, se puderem dêem uma espiada”

        Opa! OST de primeira! Muito legal os caras da Evil Studio aparecerem por lá no YT.Já estou ouvindo por aqui!

        Curtir

      • Fala Eric.
        Vendo por esse ângulo, blz. Mas eu gostaria MESMO de ver como seria nos old computers, na “real”, pq fica sofrível do jeito que é.:)
        Mas po jogo é realmente muito bom. Sua analise, também, nem se fala.
        Tô alguns episódios baixados para assistir quando puder. Vou ver se consigo ver o Magician Lord.

        Abração

        Curtir

        • Grande Luiz! Exatamente amigo, do jeito que fizeram os filtros, só encarando como brincadeira mesmo, tipo… o jogo já estava pronto, os programadores brindando enquanto compilava… aí um, talvez já meio “alegre”: “e se a gente colocasse uns filtros de ZX Spectrum, Apple II, etc etc” aí todo mundo, também já devidamente “empowered”: “SIM, vamos lá!!!” (risos).

          Ou seja, “cachaça de nerd” mesmo, rs… só pela curtição de lembrar do aspecto visual dos micrinhos velhos, não é o foco do Syder Arcade de maneira alguma, rs

          Fico feliz com seu elogio sobre o vídeo e puxa, mais ainda se você conhecer os demais episódios por aqui, tenho certeza que vai gostar deste co-op conosco. Abração Luiz!

          Curtir

  9. Considero essa uma das analises mais interessantes que o Eric já fez, ele conseguiu nos passar de uma maneira magistral a empolgação que só existe em jogos Shmups.
    Vemos claramente o amor que o Eric tem por jogos de nave e é sempre mais gostoso ver analises feitas por fãs apaixonados para nós, fãs de games em geral.
    Ficou 10 as ênfases na trilha sonora, jogos assim tem que ter musicas empolgantes mesmo, pra ditar o ritmo do gameplay.
    Valeu por mais essa Mister Eric!!
    Abração!! (sempre achei que o Ouya seria um console perfeito pra você…rs)

    Curtir

    • Puxa Julio, emocionado com sua sensibilidade para com o nosso singelo review. Mesmo. Fico feliz e com sensação de “missão cumprida”. Ah, de fato, o Ouya é o sublime da exploração gamística… abração Julio.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: