Anúncios

TheBoss 005 – Double Dragon Neon

Uma ode ao sentimento dos anos 80. Um beat’em up despretencioso… nada disso: um Double Dragon genuíno, produzido por gente talentosa, detalhista e que faz sintonia fina no gameplay.

Double Dragon há muito não pertence à Technos Japan, mãe da franquia. Já foi portado até para o Zeebo (saiu-se bem lá!) e chega à sétima geração dos consoles, que está prestes a se despedir. E chega, assim… ARRASANDO.

Amigos, conheçam e apreciem Double Dragon Neon, para Xbox 360. Especialmente para você, fã dos anos 80 e de desenhos como He-Man: é a sua chance de lutar contra… Esqueleto? Sim!

E as músicas que tocam neste jogo? As BGMs, lembram delas? Aquelas instrumentais que a gente chama de game music porque se repetem muito? Aqui, elas vão além… Faça pipoca, fique confortável e prepare-se para o…

TheBoss 005

Double Dragon Neon

 

Download MP4 TheBoss 005 – Double Dragon Neon

* * *

Anúncios

38 Respostas

  1. Tanto o Neon, quanto o review estão geniais, Cosmonal. Muito bom. Adorei as referências e o clima anos 80, sem contar a trilha e os achievements. Fizeram com carinho. A fase no espaço me lembrou um pouco o TNMT do arcade, com os robôs dizendo “do not resist us” hehe. Espero que a franquia Double Dragon nunca pare. Mesmo se surgir uma versão meia bomba, o importante é não parar, por toda a história do jogo. Double Dragon tem espaço de sobra no hall da fama dos videogames. Gostei muito do review do Neon. Parabéns!

    Curtir

  2. Parabéns mais uma vez a Cosmic Effect Team! O vídeo ficou muito bem feito e muito divertido! A trilha sonora é demais mesmo, traz realmente o clima dos anos 80. Confesso a vocês que este jogo não me atraiu muito, principalmente por seus gráficos, estava esperando por algo semelhante ao que foi feito no Zeebo (os gráficos são desenhados, porém ouvi boatos de que a jogabilidade tinha lag).

    Mas quem sabe um dia desses eu baixe o demo para testar? :-)
    E parabéns ao Dancovich por trazer tantos segredos a tona! Realmente é impossível descobrir certas coisas alí! Um grande abraço pessoal!

    Curtir

  3. Nú, caramba CET. Esse vídeo ficou legal d+!!!! A parte do Eric e do Danilo tentando passar daquela parte, uaauhauhauhauhauhauhau, eu ri d++++. Valeu muito, muito obrigado, o melhor The Boss até o momento.

    Curtir

    • @Mario Cavalcanti Você não iria perder esse hein, mister Mario? Fã de carteirinha… valeu!

      @FrankCastle Rapaz, 10 entre 10 pessoas sentem um “turn-off” quando vêem os vídeos do jogo, eu inclusive, você também. Até senti-lo nas mãos… tudo muda mesmo! E sim, Dancovich fez às vezes de Consultor, munido de informação ilegal para o co-op capturado, rs, nos rendeu aquela fase secreta hilária lá, rs Abração Frank!

      @Guilherme Grande Guilherme, pô, rapaz, você que é demais, pelo seu apoio de sempre! Abração Guilherme, já no próximo vídeo aqui viu, aguarde.

      Curtir

  4. Sensacional Eric! DD juntamente com Renegade são meus Beat’n ups favoritos dos anos 80. Esse Neon realmente foi uma linda homenagem. A trilha sonora também foi um show a parte!
    Esse jogo nos fez relembrar como era divertido o “jogo de dois” de antigamente!
    abs

    Curtir

  5. Acho que só consigo marcar co-op com o Eric com Double Dragon mesmo, hehehe. Primeiro foi o DD 2 de NES e agora este Neon, terminamos ambos numa rodada só de tão divertidos.

    Eu acho interessante como a maioria das pessoas não gostou do que viu em videos, trailers, etc. e não se empolgaram por este jogo. Eu fui um desses também, mas baixei a demo e mudei completamente de idéia. É simples, NENHUM vídeo faz juz ao jogo, sem puxa saquismo este foi o que chegou mais próximo, mas a verdade é que o jogo é milhares de vezes mais divertido de jogar que de assistir.

    Eu pensava que os controles seriam duros, que a jogabilidade seria lenta, os golpes sem personalidade… não sei, todos os vídeos que vi me passavam essa impressão. É tudo mentira, quem se baseou nisso baixe a demo e verifique porque pode estar perdendo um jogão.

    E quanto ao vídeo, depois da edição não tem jeito, fica muito melhor. Eu participei então sabia de coisas que estariam por vir, mas mesmo assim rí demais de como ficou a parte que tentamos passar daquelas plataformas, pense num momento tenso, hahaha!

    Enfim, quem tem PS3 ou 360 e é fã da série não se acanhem, baixem mesmo a demo e testem porque o jogo é fantástico, honestamente acho o melhor da série.

    Curtir

    • Foi mais ou menos o que aconteceu comigo, Danilo: vi as fotos e o jogo me pareceu uma grande porcaria. Sei lá, tava tudo purpurinado demais… mas vendo o vídeo agora, mudei totalmente de opinião. Deu a maior vontade de jogar, mas não tem pra PC, né? :(

      Impagável ver vocês dois naquela parte das plataformas, rs… o Eric mencionou que Double Dragon sempre teve um tiquinho do gênero no meio, e eu concordo, mas vou te contar, as partes de plataforma de Double Dragon sempre foram tremendamente frustrantes ^_^ A gente sempre acabava perdendo umas vidinhas por que o 3D era tosco e a gente se perdia na profundidade, ou porque era dificílimo entender até que ponto o maldito sprite do boneco podia avançar antes de cair! Mas faz parte da história da franquia.

      Excelente o programa. Sem querer insinuar que o Eric é feio (pra que insinuar se podemos AFIRMAR, não é mesmo? ^_^), eu achei que ficou bem mais dinâmico sem que ele desse as caras no início. O vídeo cai direto na ação, e vai só mostrando o jogo de ponta a ponta; o que o Eric tem de mais relevante, que são os bons comentários e a conversa gostosa com quem está assistindo, fica lá o tempo todo em dobradinha com o gameplay. E como a duração está ótima, vinte minutinhos, deu para mostrar o jogo todo sem cansar. Parabéns!

      Ah, Eric, vê se convida o Danilo para gravar mais vezes, pô! Vocês dois têm uma química ótima, sem insinuações homossexuais (para que insinuar se podemos… bom, deixa pra lá :P). Sempre fica engraçado, e quando tem duas pessoas é que pinta aquela linguagem natural, que mostra de verdade como o jogo é divertido, sem necessidade de scripts elaborados. É ótimo quando um programa com uma parte técnica tão boa e um texto tão bem escrito quanto o TheBoss consegue transmitir como bônus essa conversa solta… e cheia de palavrões :) Show de bola.

      Perdoem o comentário grande, estou tentando fazer jus ao crédito de consultor da parada ^_^

      Curtir

      • @Euler Verdade Euler, é mesmo uma grande experiência em co-op, realmente retrô nesse aspecto! E parece que prometem co-op via rede por update (por hora, só literalmente dividindo o sofá mesmo).

        @Dancovich É mesmo Danc, o Neon realmente dava aquela impressão de “jogo da Gameloft” como você falou. E eu vou com Danilo nessa, a experiência de jogar a campanha inteira é tão intensa, os controles tão bons… sei que parece heresia, mas pessoalmente também o penso como o melhor DD já feito :)

        @Orakio “O Gagá” Rob É, infelizmente não tem pra PC, Gagá. Pena mesmo, impossível agora, nem a demo você pode experimentar. :(

        E você reforça mesmo a impressão de todo mundo desse jogo, curioso isso. Parecia “jogo de celular portado cheio de cores vibrantes demais”, mas o danado se revela uma delícia de experiência. Um legítimo “as aparências enganam”.

        Jogá-lo é divertido demais, aliás, uma nota: Gagá se divertia horrores traduzindo, a ponto de mandar as variações com explicações detalhadas, vocês não têm noção do preciosismo do homem (e do quanto eu aprendo). Não resisto, espero que Gagá me perdoe, mas vou colar um trecho aqui pros amigos observarem o nível da qualidade:

        “Os nomes vêm todos com aliteração (aqui é com o “B”, BrickBustingBruiseraBoBo)… fica engraçado, vamos tentar manter isso aí.

        O Abobo ainda tem pele “chocolate”, né? Que tal:

        ABOBO, O BOMBOM BOMBADO

        Loooool ^_^ Mas esse eu tô de sacanagem, é engraçado mas foge muito ao original, já é liberdade demais. Se tivesse uma versão com comentários do diretor dava para mencionar, he he… sugestão mais realista:

        ABOBO, O BRIGÃO BOMBADO

        Ou melhor:

        ABOBO, O BOMBADO BOM DE BRIGA

        Esse tem ainda mais “B”, he he… as duas sugestões não estão muito longe do original, que indica um cara fortão que quebra-tudo, acho que servem. Não dá para encaixar “tijolo” nem “parede” porque nenhum deles tem “b” mesmo, e acho que não fazem falta. O que acha?

        Ah, outra opção:

        ABOBO, O BOTA-ABAIXO”

        Só formalizando pros amigos o quanto é importante para a qualidade final desses vídeos estes detalhes!

        Curtir

    • Seu comentário me deixou com mais vontade de jogar, Danilo. O lance do controle não ser duro e a jogabilidade não ser lenta faz toda a diferença mesmo. Também fico nessa expectativa. Que bom que é justo o oposto. Muito bom. Abraços!

      Curtir

  6. Falar o quê, senhores? Nada menos que sensacional. Vídeo com o habitual selo de qualidade do site e não é que o jogo realmente parece legal?

    Achei muito bacanas as autoironias do game e o fato de ele realmente não se levar tão a sério. Genuinamente “over the top”, como o Eric comentou.

    Realmente um dos pontos altos foi a parte em que Eric e Danilo tentavam passar aquela parte cruel no modo cooperativo. Ri alto. Acho que deu pra vislumbrar ali reminiscências das difíceis plataformas dos 8 e 16-bit.

    A trilha sonora de Double Dragon sempre foi muito marcante, Na verdade a música da abertura foi a primeira que eu tirei “de ouvido” no meu (nada) glorioso teclado PSR-38. Todas as músicas são bacanas. E quando eu comprei um Mega Drive o Double Dragon 2 foi justamente o primeiro game que eu aluguei. Apesar de ser meio decepcionante na parte gráfica a música é MUITO boa, um tapa na orelha com um som pesado, cheio, potente. As composições são ótimas, para quem não conhece, recomendo!

    O negócio foi tão impactante que ali mesmo na hora já descolei o cabo p2 pra ligar a saída de fone de ouvido do console no excelente sistema de som Polyvox do meu pai, que olhava tudo aquilo meio desconfiado. Pure bliss… :-) É muito legal perceber que o Double Dragon Neon mantém esse legado de ter uma boa trilha sonora.

    E por falar em música a referência à fase do elevador de Streets of Rage não passou despercebida. ;-)

    Parabéns, pessoal!

    Curtir

  7. Não tinha me empolgado com o game quando vi notícias de sua existência. Muito menos depois de ver alguns gameplay. De qualquer forma peguei ele no PS3, baixei e tal, mas ainda não joguei. Vocês do The Boss me deram animação de jogá-lo futuramente, mas no co-op.

    Tomara que tenha muito mais da década de 80 e 90 do que mostrou o vídeo.

    Abraços, ao amigos do Cosmic Effecr!

    Curtir

    • Aê! Eric, poderia postar por gentileza o link da trilha sonora do game aqui nos comentários ou na postagem do vídeo?

      Curtir

  8. assisti o vídeo, muito bem feito esse Double Dragon Neon. mesmo com a Marian sendo burra o suficiente para ser sequestrada sem lutar. e a Linda, graças aos deuses, deixaram ela maravilhosa mesmo. e a parte dos misseis é tensa. e esse novo chefe final…pelo menos não tem uma arma com munição infinita. heheh

    Curtir

  9. Gostei muito também dessa releitura feita pela Wayfoward. Uma homenagem, com uma grnade dose de humor, mas com um gameplay polido e um estilo gráfico que, se não é pixelado, faz toda uma referência aos pixels á sua maneira.

    Parece que a WayFoward está se consolidando de vez como uma empresa mais do que confiável em seus jogos. Temos “Shantae”, um dos mais belos jogos (senão o mais belo) do Game Boy Color:

    … e a sua continuação Shantae: Risky’s Revenge, para DsiWare/Nintendo eShop, que tem simplesmente os melhores sprites para um jogo do NIntendo eShop:

    Isso sem contar “Contra 4”, que, assim como “Double Dragon Neon”, é uma grande homenagem (e tão difícil quanto os anteriores), feita para o Nintendo DS:

    Enfim, até agora ela está se saindo (pelo menos os jogos que eu conheço dela) tão bem quanto a Treasure, outra empresa que não erra. Assim como os vídeos de vocês. Simplesmente sensacional, a qualidade de sempre, enfatizando o gameplay. E o que dizer da parte com o “áudio dos jogadores” Dancovich e Cosmonal. Sem brincadeira: eu ri tanto que o suco que estava bebendo saiu pelo nariz!! Parece até que estava voltando aos tempos de infância, ou ainda que estava em algum desenho animado.

    E para terminar esse post, faço o meu jabá habitual: Já tem post novo da série “Relíquias do MAME” lá no “Gagá Games”. O jogo em questão é “Dyna Gear”. Sim, eu sei que estou abusando da sorte em continuar a fazer propraganda do site alheio aqui, mas eles não me expulsaram da última vez, então tudo bem!! =D. Aqui vai o link:

    http://www.gagagames.com.br/?p=36196

    Enfim, mais outro material de qualidade com o selo de qualidade AAA feito por vocês. Sério, não sei porquê ainda não convidaram vocês para fazer algum programa ou algo parecido. Abraços pixelados a todos!

    P.S.: E aí, quem ficou com a Marion no final? =D

    Curtir

  10. Ah, quando falei da WayFoward esqueci de mencionar um jogo: Mighty Switch Force, simplesmente o melhor jogo da Nintendo eShop lançado para o 3DS:

    Sério, quem têm um 3DS PRECISA ter esse jogo. É simplesmente sensacional!!

    Curtir

  11. Estranho, o meu comentário anterior não saiu. Deve ter caído no spam ou algo parecido. Pessoal do Cosmic Effect, dá uma verificada aí, senão o comentário anterior ficará totalmente fora do contexto. =D

    Curtir

    • Resolvido amigo adney, acho que foi a quantidade de vídeos que deixou ele na caixa spam mesmo, mas os vídeos merecem, hehehe!

      Sobre quem ficou com a Marian… vocês nunca saberão, muahahahah!

      Curtir

    • Opa Adney! Valeu pelo histórico da WayForward, mesmo! Pô, deu pra ver que ela não é qualquer uma mesmo, com moral pra portar Contra da Konami e tudo né… (aliás, tá lindão mesmo!) Rapaz… deu vontade de um 3DS só por esse plataforma aí, “Mighty Switch Force”, mais um twist na fórmula de “polaridade”? Sensacional!!!

      Nota: quase edito seu comentário “site alheio”, ora! Alheio? Aqui todo mundo mantém uma aba do Gagá Games aberta, só na base do F5, Adney! :D Confesse que você deu uma demoradinha no Relíquias, mas já vi no post que foi por conta da sétima arte, mas já voltou a postar sobre a oitava :)

      Sobre Marian, Danilo já respondeu… E você, como todo bom cinéfilo, já sacou: seria um Cliffhanger para um próximo episódio? ;-) Abração Adney!

      Curtir

  12. Saudações amigos!
    Tudo bem?
    Vocês não fazem idéia do quanto eu ri escutandos os “piiiiis” do Eric e do Dancovich no “Co-Op” deste Double Dragon Neon… hilááááario! Hahahah!
    Agora, quanto à esta vesão do aclamado Double Dragon… serei “do contra” hoje, pois não curti. Este jogo está mais com cara de Battletoados/Double Dragon – The Ultimate Team do um só dos Irmãos Lee. Sei lá… achei tudo muito exagerado com a “Pegada Anos 80”.
    Só posso crer que os programadores fizeram tudo no maior sarro mesmo, sem se leavarem à sério. Pegaram tudo quanto era coisa brega e chamativa que tinha naquela época e socaram dentro do jogo.
    Até vi qualidades nesta versão (como aquela música cantanda) mas, ainda vou ficar na do Zeebo que, coincidentemente, estava jogando até agora há pouco (por volta das 2 da manhã).
    Até mais!

    Curtir

    • Rapaz, eu tenho que ver essa versão do Zeebo que todo mundo fala, se duvidar é o único jogo bom de Zeebo que existe.

      Quanto a essa versão, você chegou a jogar a demo? Se sim então realmente o jogo não fez seu gênero, acontece.

      Mas se não jogou dê uma chance, é incrível mas nenhum vídeo faz juz a ele. Eu não ia comprar, achei o jogo lento, “exagerado” como você disse, etc. Mas o jogo dá uma guinada de 180º quando você joga, o controle é afinadíssimo, as referências são muito bem colocadas e o final… não posso dar spoiler mas eu ri muito.

      Sério mesmo, vou enfatizar. Se não jogou a demo experimente pelo menos ela.

      Abraços.

      Curtir

      • Saudações Dancovich!
        Tudo bem?
        A questão do Zeebo é delicada… mas, ele tem outros games bons além de Double Dragon como o Quake 2, Need for Speed Carbon (mesmo com a lentidão inicial), Heavy Weapon, Tekken 2, Super League… o problema do console é que, se você tiver à disposição um console como um PS2, o Wii ou qualquer outro mais potente, ele acaba sendo desnecessário.
        Temos aí, justamente, as versões de jogos que acabaram sofrendo na comparação… afinal de contas, eram baseadas na de iPhone, muuuuito mais simples (exemplo do Resident Evil 4). Então, se você conhecer a versão “parruda”, não encara uma do Zeebo nem a pau. Entretanto, como adquiri o console já sabendo disto tudo, por um preço mais em conta e ciente dos riscos (até claros de serem vistos), no fim, a compra acabou valendo a pena… jogo nele até hoje, como o próprio Double Dragon.
        Quanto ao Neon… como havia dito, até enxergo que o jogo foi bem construído mas, não me agradou mesmo esta pegada “Vórtex dos Anos 80″… achei a abordagem exagerada uma vez que o próprio jogo em sua essência, já tem isto bem forte.
        Um amigo meu baixou esta versão para 360 e passei um tempo jogando com ele. Concordo que a jogabilidade está bem polida e redonda mas, ainda prefiro o do Zeebo. Como havia dito antes também, a meu ver, os produtores de Neon parece que não se levaram à sério, que quiseram fazer um jogo mais “funny”, descontraído e sem maiores pretensões de se “o jogo do ano”… sendo assim, eles foram bem sucedidos.
        Entretanto, como fã de Double Dragon, prefiro algo mais próximo ao original… no fim, é questão de gosto pessoal mesmo.
        Até mais!
        Abraço.

        Curtir

    • Hehe, Douglas é fã número 1 da ótima versão do Zeebo (jogando DD nele até 2 da manhã, olhaí), que é mais para o clássico mesmo, ia ser difícil ele se levar pelo “glitter” do Neon :)

      E Dancovich, a gente vai uma partidinha no Zeebo qualquer dia desses, foi o último jogo que comprei antes da Tec Toy desligar a rede…

      Valeu Douglas (que até review do DD do Zeebo já fez! ^_^)

      Curtir

      • Eu devo ser o único fã de DD do Zeebo… essa “pow-ha” de videogame foi um fracasso de vendas! Hahahaha!
        Brincadeiras à parte… eu sou fã de Double Dragon desde sempre. Minha cabeça “explodiu” quando o vi nos arcades nos anos 80 e, quando ganhei um Master System, foi exatamente ele meu primeiro cartucho, justamente, por já conhecê-lo. Até já escrevi sobre esta minha “paixão gamística”: http://qgmaster.blogspot.com.br/2012/04/double-dragon-velho-de-guerra.html
        Seria mesmo mais difícil para que eu gostasse do grafismo de DD Neon pois sou mais ligado ao original… mas reconheço suas qualidades.
        Até mais!

        Curtir

  13. Olá pessoal do CFE,

    Parabéns a todos pela qualidade maravilhosa (como sempre) desse vídeo review.

    Como muitos aqui já citaram, também vi os vídeos e não gostei. Mas, baixei o demo assim que ele ficou disponível na PSN e fiquei bastante empolgado. Minhas impressões se consolidaram ao assistir esse vídeo do CE. Gosto muito da trilha, da jogabilidade e da homenagem que fizeram aos anos 80.

    Sinceramente, de todos os remakes de beat’em ups que fizeram recentemente, achei que esse foi um dos melhores. Talvez seja o melhor!

    Curtir

    • @Marcelo Martins Marcelão, com você nessa, certamente um remake que, no futuro, será importante para a franquia. Deve ter feito um sucesso razoável, pois a WayForward já prometeu um patch para adicionar co-op online, olha só. Abração meu caro!

      Curtir

  14. Ta aí uma coisa que eu nunca entendi desse jogo!
    O que que essa vag@%$##@ tava fazendo na rua vestida de *&#@?
    Tava pedindo pra ser levada pro cafofo dos criminosos!

    Curtir

    • Naquele fatídico dia Billy e Marian decidiram dar um rolê no Shopping pegar um cineminha e fechar com chave de ouro num Motel bem legal.Eu Dactar,consegui(de uma fonte segura) uma gravação de poucos minutos antes do sequestro pela gangue,leia a transcrição já traduzida para português do Brasil:

      Marian:
      -Amor eu tô pronta,vamos sair?
      Billy
      -Caraca Marian até que enfim,duas horas na frente do espelho he he he,brincadeira linda eu te amo!Me espera lá fora que eu já tô tirando o carro da garage.É rapidinho.
      Marian
      -Tá bom amor, tranca a porta ,tô lá fora te esperando.

      E foi neste intervalo,em que ela estava esperando o Billy,que os caras da gangue chegaram e socaram a moça.Bom…e o resto da estória você já conhece.
      J.F. Souza eu juro que é tudo verdade,mas não posso revelar minhas fontes,ha ha ha,abraço amigo.

      Curtir

      • Hehehe, tá explicado!

        E tudo que o Skullmageddon queria… era um encontro com Marian! Mulheres…

        Curtir

      • Finalmente explicado, Dactar… Eu fiquei em dúvida no início, mas depois que você falou nas 2 horas para se arrumar, tive certeza de que sua fonte é fidedigna: acabou revelando a parte mais realista da franquia inteira :)

        Curtir

  15. Eu também sou um daqueles que esbanjava desconfiança em relação a essa versão moderna de DD,mas…como eu já tinha baixado a Soundtrack,e era muito boa por sinal,eu resolvi ficar no aguardo(se a música é sensacional o jogo pode ser bom,quem sabe…) até um dia que alguém fizesse um review decente do game.
    Bom,parece que esse alguém foi o The Boss.
    O vídeo ficou tão legal que além de zerar minhas dúvidas em relação a qualidade do game eu fiquei com uma puta vontade de jogá-lo, he he he e a culpa é do Eric e do Danilo que gravaram um The Boss sensacional!!!
    Parabéns a todos da equipe!!!
    Em relação a DD Neon acho que fica aquela coisa de homenagem bem feita mesmo,cheio de referências ao jogo e à época anos 80/90, enfim até o “espírito 2D” foi preservado,dá gosto ver um trabalho assim em um remake.
    Eric,você e Danilo resgataram algo que nós(jogadores de Sonic e Megamans da vida,he he he) anos atrás chamávamos de “Jogar de Dois”.Mas olha,ficou ótima a jogatina de vocês,eu ri muito,gostei muito e espero ver mais essa dobradinha em outros vídeos.

    Curtir

    • Valeu Dactar! Sim amigo, vamos nos esforçar para mais outros co-ops futuros entrarem nos vídeos, sem dúvida, pode deixar. Honestamente, a sensação foi realmente de “estar jogando videogame de novo” quando capturamos aquela partida “de dois”, falou tudo.

      Curtir

  16. Nunca fui muito fã de Double Dragon, achava os controles travados e era muito fácil morrer, prefiro muito mais Final Fight e Street Of Rage mas assistindo esse excelente episodio do The Boss vi que Double Dragon Neon tem tudo para me agradar!

    Curtir

  17. Não achei o game na PSN… A minha é a brasileira. Será que é isso?

    Curtir

    • @leo_jiraya Opa Leo, que bom que gostou! O jogo realmente aparenta algo “superficial”… mas vira outra coisa nas suas mãos!

      @dcnautamarvete Puxa dcnauta, suspeito que seja isso hein. Tanto Live quanto PSN brazucas às vezes não lançam os títulos na velocidade desejada, mas estão chegando lá.

      Curtir

  18. Muito bom programa Eric, estou passando aqui de maneira mais rápida porque estou numa correria danada…
    Muito bacana a musica com vocal, os efeitos do jogo, eu amo esses jogos antigos que são relançados com os gráficos mais bacanas.
    Rapaz, que engraçado o audio da parte da ponte com as facas, me segurando forte aqui pra não rir na empresa…rs
    Só sei que é fogo mesmo, ahhhh os jogos antigos, como eram extremos. No momento estou jogando Willow e vou te falar, nossa que jogo difícil da p#&%, eu morro a cada 30 segundos, eu jogo e fico xingando igual vocês dois no aúdio, mais passo nervoso do que curto…rs
    Parabéns por mais um super TheBoss, pra vc e toda equipe, Danilão mandou bem como sempre também, vocês juntos ficam imbatíveis.
    Abraços!!

    Curtir

  19. Sensacional Eric, parabéns mais uma vez

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: