Cosmic Cast #1 – Abrindo A Caixa Do Dingoo

por Danilo Viana

Na tentativa de levar este blog para onde nenhum outro blog jamais se aventurou antes, nós aqui do Cosmic Effect decidimos tentar algo novo – uma seção nova por assim dizer – posts em vídeo. Sabe como é,  já não pagamos micos suficientes em nossas vidas então seria bacana pagar mico online também.

Para começar, já que este é um blog que aborda o velho e o novo no mundo dos videogames, nada mais justo que falar de um novo aparelho que permite jogar jogos velhos, o Dingoo.

Pra quem não sabe o que é Dingoo, trata-se de um videogame portátil aproximadamente do tamanho de um Gameboy Advance Micro, que executa uma infinidade de emuladores para os mais variados sistemas e os jogos respectivos. Para explicar ainda melhor o que é Dingoo recomendo o melhor site brasileiro no assunto, o site de nossos amigos do http://www.dingoobr.com/

Sem mais delongas senão morro de vergonha e desisto de postar, aqui vai eu – este Danilo que vos fala – abrindo a caixa de seu novo e querido Dingoo.

Cosmic Cast

Episódio #1: Abrindo A Caixa Do Dingoo

Se preferir, faça o download do vídeo em máxima qualidade
(clique com o botão direito no link abaixo e “salve como”):

Cosmic Cast #1: Abrindo A Caixa Do Dingoo

(30 MB, MPEG4/AVC, 240p, Audio AAC VBR)

Taí nosso primeiro videocast. Se agradar, o próximo vídeo – onde eu faço uma pequena análise dos emuladores que o Dingoo aceita – será postado aqui também.

Até breve e um grande abraço.

* * *

17 Respostas

  1. Fica tranquilo, Danilo: eu tenho mãos enormes, e não tenho problemas no manejo do Dingoo.

    Legal o vídeo, eu curto essas coisas. Já tentei fazer vídeos lá no Gagá Games, mas sou um desastre com edição :)

    Curtir

  2. Ja testei vários emuladores e jogos e já to com bastante material pro próximo video, inclusive sobre o problema do tamanho das mãos.

    E edição de video é fogo, essa foi minha primeira experiencia e digo uma coisa, windows movie maker sucks.

    Curtir

    • Saiba que no Linux a edição de vídeos fica ainda mais complicada, infelizmente :(

      Já instalou o Dingux no aparelho?

      Curtir

      • Já, uma das primeiras coisas que fiz. Usei um tutorial que depois de fuçar descobri que era originalmente seu, funcionou que é uma beleza. Obrigadão.

        Quanto ao Linux, é meio armengue mas dá pra usar o Blender. Ele é uma ferramenta 3D mas incrivelmente tem um dos melhores editores não-lineares de vídeo do Linux. Eu usei a versão de Windows quando descobri que o Movie Maker ia me deixar na mão. Agora se prepare porque a interface não foi feita pra ser fácil de aprender.

        Curtir

        • Nossa, eu nem imaginava que o Blender fazia isso… dei uma busca agora no Google, achei isto aqui:
          http://www.straightedgelinux.com/videoBlender/

          Parece BEM interessante. Eu já testei vários editores não lineares no Linux, todos são ruins. Um (kdenlive) é instável, outro (PiTiVi) não tem transições e tem coisa que deveria funcionar, mas não funciona, o Cinelerra funciona mas é um horror… vou tentar com o Blender, valeu pela dica.

          Curtir

        • Softwares de produção no Linux, em geral, são meio “inacabados”, não tem jeito. O empurrão comercial do mercado de software do Win/Mac acaba dando resultado positivo neste aspecto. Claro que tem os softwares que são bem suportados pela comunidade (como o Blender), nestes casos a coisa é mutho boa mesmo – e sem o microsoft freeze pra nos pertubar. Ah, uma brincadeirinha no Blender se vocês tiverem tempo pra clicar http://www.youtube.com/watch?v=ZTZ-pi7Hn78 – o Arnaldo (seu colega de facul Danilo) fez essa boca fazendo lipsync cantando uma paródia… o lipsync foi feito por um plugin do Blender.

          E falando do Dingoo, adorei o unpacking, Danilo. É meio que uma tradição esses vídeos de desembalar um produto novo, curiosamente nunca mais tinha assistido nenhum e acho muito legal.

          Só falta você e o Gagá me ajudarem a decidir: vou de 320 ou 330? :-)

          Curtir

          • Cara, não sei se foi o Gagá ou o site DingooBR que vi isso, mas parece que rola uma história entre o 320 e 330.

            Pelo que vi antes só havia uma empresa que fazia o Dingoo, mas depois essa empresa se dividiu e houve uma briga por direitos autorais (direitos sobre um emulador?) e as duas fabricam o Dingoo A320 hoje, idênticos.

            Daí a segunda empresa começou a fazer o 330, ou seja, o 320 é igual mas o 330 só essa empresa que se dividiu faz.

            O problema é que essa segunda empresa parece ser um pouco charlatona, tipo o 320 dela dá uns problemas…

            Me corrijam quem souber mais sobre essa história aí, estou escrevendo de memória. No mais, o 330 é igual ao 320 em hardware a não ser pela memória, e nem sei se o Dingux já foi alterado pra usar essa memória extra, mas conhecendo esses desenvolvedores já deve ter sido sim.

            Curtir

          • Deixa eu ajudar também XD. Pode escolher qualquer um, é quase a mesma coisa… A única vantagem que vejo no A330 é que ele tem mais memória. E só!

            Curtir

          • Sobre o Dingoo A330, eu resumi aqui:
            http://www.gagagames.com.br/?p=14565

            No post tem um link para o DingooBR, que explica em detalhes a treta.

            Como disse o Zolini, a diferença é que tem mais memória — e é mais caro, e até agora ninguém sabe se mais memória vai adiantar alguma coisa, já que o gargalo no portátil parece ser o processador.

            O A330 tem um detalhe: o alto-falante é atrás, ou seja, suas mãos tapam o som :) Mas tudo bem, o som do Dingoo é uma b*#@# mesmo, eu só uso com fones.

            Curtir

          • Também gostei do Unpack. Eu creio que a primeira reação de 90% do pessoal que recebe o Dingoo é se surpreender com o tamanho do bichinho. Mesmo vendo reviews e tudo, não temos a noção do qto ele é pequeno!
            A questão dos dedos também me assustou, mas foi só um susto mesmo… É muito agradável jogar no Dingoo, mesmo eu tendo os dedos grossos.

            E quando à matéria, você deve ter lido no DingooBR msm: http://www.dingoobr.com/?p=2672 XD

            Curtir

  3. Poxa, o Gagá respondeu mais rápedo do que eu rs.
    A minha esperança é que a Dingoo “original” lance um portátil que nos surpreenda, sem repetir o fracasso (para mim, foi) do A330 da sua empresa-clone. Senão, é melhor ela abrir o olho: há várias empresas chinesas querendo tomar o lugar do Dingoo, inclusive lançando portáteis com opção multiplayer…

    Curtir

  4. Ótimo Danilo!!!

    Manda um review de emulador de MSX ;-)

    Curtir

    • Se eu conseguir fazer essa porcaria funcionar, hehehe. É um port do openMSX, que eu já tive problema no PC, quem dirá no Dingoo.

      Vou buscar se existe port do blueMSX.

      Curtir

  5. Ainda bem que o Zolini e o Gagá não são Urologistas, senão estariamos Fu%$#s…

    Otímo review, típico trabalho que eu digo “bom de se ver, difícil de fazer”, editar, gravar, desenvoltura para falar.

    Curtir

Deixe uma resposta para Review excelente sobre o Dingoo « DingooBR – Tudo sobre o console dos retrogamers! Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: