Anúncios

Retrowave [002] – Gradius, Ecco the Dolphin: Defender of the Future, Gal’s Panic

Retrowave: Embarque conosco na busca pelo último pixel do retrogaming numa trilogia de jogos a cada episódio.

Gradius do NES, Ecco the Dolphin: Defender of the Future do Dreamcast e Gal’s Panic do Arcade. Com a chegada do natal sei que muitos de nossos amigos passaram boa parte do feriado tirando o atraso no progresso de seus jogos favoritos e aqui não é diferente.

Já que tinhamos o feriado todo pela frente, aproveitamos para experimentar alguns jogos novos também. Voltamos ao passado com o clássico e famoso shmup do NES, mas também nos aventuramos por “águas inexploradas” – se nos permitem a brincadeira – jogando uma edição pouco conhecida de uma série que sempre incita fortes emoções dos fãs da SEGA, sejam de amor ou ódio. Por fim descobrimos porque em sua época de ouro, as casas de arcade tinham tanta fama de “lugar para adultos”, se é que me entendem.

Capturas reais. Retrogaming real. Retrowave: Não configure o seu emulador.

Retrowave [002]


Anúncios

14 Respostas

  1. Mas que simpático o Ecco para Dreamcast! Eu me lembro que já na época do Megadrive era um jogo muito impressionante: pelos gráficos e pelas possibilidades de exploração. Eric, você chegou a terminar esse jogo para Dreamcast?

    Meus parabéns à equipe CFX por mais um belo vídeo de jogos retrô.

    Curtir

  2. E mais um retrowave para dar a todos nós aquela pitada retrô indispensável a nossa vida gamística.

    Esse Ecco para Dreamcast eu não conhecia. E, com ele, cai mais um “mito” que provavelmente alguns gamers mais novos propragavam: a de que essa história de games com um “mundo aberto” para explorar, sem que tenha sempre algum indicativo sobre o que fazer, não é nenhuma novidade. Claro, agora os chamados “sandbox” estão muito mais em voga, mas isso não significa que eles não tinham algum ancestral nos consoles.

    E o Gal’s Panic foi um grande sucesso na sua época. Especialmente entre a molecada mais nova da época que, em tempos onde a internet não era tão difundida e a vergonha impedia de ir até uma banca e pedir para folhear uma “revista adulta” da vida, precisava de muito jogo de cintura, um estímulo e muita imaginação para, digamos, aliviar suas tensões, hehehehe… Ah, sim, fora isso, o gameplay e a jogabilidade também eram bem polidos. =D

    Curtir

    • Muito charmoso o Ecco não? Eu também não conhecia esta versão de Dreamcast e confesso que fiquei interessado. Acho interessante pensar que mundos abertos seriam alguma “novidade da geração atual”, praticamente todos os RPGs americanos para PC eram mundos abertos. A Bethesda mesmo faz mundos abertos desde o primeiro Elder Scrolls, o Arena.

      Agora o Gal’s Panic eu nunca tinha visto esse tipo de jogo ao vivo, mas depois acabei descobrindo que existem vários no gênero, normalmente muda apenas a seleção de beldades e uma ou outra mecânica no jogo. Vendo um jogo desses só consigo imaginar um arcade com este jogo convivendo junto com caça níqueis, um bar com a turma tomando uma, muito cheiro de fumaça no ar… ou seja, uma espelunca dessas que os arcades eram famosos por ser na época.

      PS: Por motivos pessoais o Eric por enquanto não poderá responder comentários, mas fiquem tranquilos que ele lhes deseja um feliz ano novo e logo ele está de volta com mais jogos de ontem e hoje.

      Curtir

  3. o game do Ecco do Dreamcast pelo que li numa revista é gigantesco. há muita coisa a se fazer por lá. não lembro bem do enredo, mas tem algo haver com um artefato caído do céu, como mostrado. e Gal Panic…joguinho interessante. hehhehe. tinha esse fliperama perto de casa, mas nunca joguei. pena.

    e faz um século que não vejo fichas de arcade…minha nossa, como sou velho.

    Gradius é dificil, mas na época eu e meu irmão chegavamos na ultima fase fácil, mas conseguir zerar….aí é outros quinhentos.

    Curtir

  4. Pô Cosmonal essa matéria do Gradius deu saudade, hoje vou jogar ele e zerar de novo, esse jogo é um dos melhores e no nintendinho é soberbo, foi uma conversão bacana mesmo com suas limitações mas o meu preferido é o 2, que tem umas das múscias de desfecho mais lindas e empolgantes de todos os tempo, voce chegou a terminar o 2, se não recomendo se o tiver mesmo no pc via emulação.

    Ecco do Dreamcast é maravilhoso pena que não consegui terminar pois ele é um jogo muito denso e um pouco dificil mas tenho o mesmo no PS2 que lançaram pra ele posteriormente e tb manteve se muito bom e pretendo jogar ele um dia.

    Como vou ficar uns dias fora da net ja desejo a voce Eric retroamigo baiano de Salvador que é uma linda cidade de nosso pais e aos outros amigos retrogamers um excelente ano de 2013 para todos em que cada um realize seus sonhos e pelo menos tente fazer o seu mundo melhor.

    Obrigado e vida longa ao CFX team.

    Quero a minha camisa o CFX AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHH!

    Curtir

  5. Nemesis! Gradius não…. Nemesis! rsrs

    Curtir

    • @Leandro Ecco sempre foi assim mesmo, acho que foi só com GTA 3 que as desenvolvedoras começaram a perceber que, sendo mundo aberto, se você não der pelo menos um empurrãozinho no jogador não sai nada dele.
      Eu até outro dia tinha uma ficha de arcade perdida lá em casa, sabe-se lá como foi parar por lá. Aqui em Salvador tínhamos ainda um arcade no Aeroclube, mas desde que o lugar ficou as traças o arcade fechou. Ainda temos os arcades da Game Station, mas eles usam cartões e não as charmosas fichas, hehe.

      @Ulisses Gradius foi um dos primeiros jogos que comprei em meu Phantom System, junto com Heavvy Barrel e um jogo de esportes pelo mundo. Joguei até furar os dedos mas não terminei quando era novo, só fui terminar depois de adulto. Se você tiver um PS2 recomendo o excelente Gradius 5, depois do primeiro é o mais fantástico da série.
      Camisa do CFX? Hummm… Eric, levanta essa bola aí!

      @eulervincente Hehehe, sofro a mesma coisa com Salamander/Life Force.

      PS: Por motivos pessoais o Eric por enquanto não poderá responder comentários, mas fiquem tranquilos que ele lhes deseja um feliz ano novo e logo ele está de volta com mais jogos de ontem e hoje.

      Curtir

  6. Valeu Dancovich, eu como o piloto espacial da turma tenho ja o gradius 5 só falta tempo para dstroçar ele que quase terminei na primeira jogada.
    Esse ano eu vou terminar o Ikaruga, jogo maldito de difícil.

    Curtir

  7. Espero que tudo esteja bem com o Eric e sua Amada junto com sua familia ok. e bom 2013 á todos desse lugar

    Curtir

  8. Rapaz, eu tenho um memory card aqui de Dramcast dois em um mas quatro em um é a primeira vez que vejo! Sou apaixonado pelos jogos da serie Ecco, terminei recentemente os Ecco 1 e 2 de Mega Drive sem usar qualquer cheat (são jogos muito difíceis), vc ja terminou algum deles Eric? Inclusive eles dariam um ótimo Cosmic Cast. Curiosamente nunca joguei o de Dreamcast, mas depois de ver esse vídeo vou ter que fazer isso o mais rápido possível!! A franquia Ecco é marcada por excelentes trilhas sonoras e o Defender Of The Future pelo visto nao fica atrás, procurando iso desse jogo agora!!

    Curtir

  9. Muito legal o Retrowave.

    Eu infelizmente não pude jogar Gradius na época: os fliperamas onde eu ia não tinham a máquina e o meu console 8-bit foi o Master System, que não teve uma versão oficial. Curiosamente houve um port feito sem licença, feito por uma empresa sul-coreana chamada Zemina. Provavelmente a base foi a versão de MSX, porque ele não usa as melhorias contidas no VDP do Master, o scroll não é suave, pixel a pixel, como o presente nos games do 8-bit da SEGA e da Nintendo. A versão do NES é realmente bem competente e imagino que deva ter sido muito legal jogar isso na época.

    Bacana esse Ecco do Dreamcast. Como o leo_jiraya mencionou os jogos originais do Mega Drive são muito enganosos, pois os gráficos e a temática sugerem de fato algo mais fácil, mas os games têm um nível de desafio bem alto. Como sempre, certeiro o insight do Eric a respeito do aspecto “jogo experiência”, realmente Ecco já apontava naquela época com essa tendência, veja só que interessante…

    E cara, você fez um vídeo sobre Gal’s Panic. Gal’s Panic… hahahaha. Ao contrário de você, não tive a oportunidade de jogar isso em fliperamas por aqui, nenhum tinha essa máquina. Fui conhecer essa pérola explorando o MAME mesmo. Foi um ótimo fechamento para o episódio, com uma pegada cômica bem legal.

    Mais uma vez parabéns, senhores! :-)

    Curtir

  10. Valeu Adney, Leandro, Ulisses, Leo_Jiraya, Euler e Alan. Alan, fiquei curioso quanto ao port não-oficial do Gradius pra Master, valeu a dica.

    Meu Feliz Ano Novo para todos vocês, continuaremos juntos em 2013, 2014…

    Curtir

  11. Grande Eric, estou voltando hoje as minhas atividades “internéticas” normalmente, estava de férias e demorou pra ver os posts do Cosmic Effect que ficaram pra tras…
    Esse Retrowave eu vi no dia que saiu na TV, mas para ajudar meu PC de casa quebrou no meio de dezembro, não estou em uma maré de sorte atualmente…hehe
    Quero montar uma nova maquina pra poder rodar Crysis 3 no talo, aquilo lá vai ser lindo demais…rs
    Sobre o Retrowave, como o Dreamcast tinha uma interface gráfica bonitinha né?!
    Não canso de lembrar comigo mesmo, Dreamcast é o videogame do Jigsaw, de Jogos Mortais, repare você mesmo, ele tatuou até o logo nas bochechas:

    Isso sim que é ser fã, ele ganha fácil da sua canequinha…rs
    Joguei Ecco no Mega Drive e o que me vem na mente desse período é a boa musica do jogo, aquela sensação de paz, lembro que joguei muito esse jogo.
    Sobre Gal’s Panic, não sei se era exatamente esse mesmo jogo que tinha em um arcade perto de casa, mas o jogo era muito parecido, o fliperama ficava lá no fundo atras de uma madeira improvisada com uma sulfite escrita a mão: “Apenas maiores de 18”, justamente por mostrar nudez, nem preciso comentar a pirralhada que ficava em volta vendo…rs
    Bons tempos, muito bacana a recordação que você nos proporcionou.
    Ótimo programa como sempre, valeu Eric!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: