Anúncios

Game Music Original > Adventura Saga – Battle Theme Normal

Amigos, gostaria de compartilhar com vocês mais uma game music original. Adventura Saga é um RPG old-school para Windows Phone, projeto em andamento do Andre Nunes. Apresento-lhes a Adventura Saga – Battle Theme Normal, música de fundo das batalhas aleatórias. A idéia do Andre para este jogo inclui os conhecidos elementos dos RPGs clássicos, com batalhas aleatórias em turno, visão do mapa tipo “overworld” e… os dragões da moda, claro :)

Ele havia me pedido algo com sonoridade que pudesse remeter um pouco à era do PlayStation; optei, portanto, em utilizar muitos strings sintéticos (nome tradicional no universo dos teclados/sintetizadores dado aos sons que simulam violinos), que foram adotados em Chrono Trigger/FFVI na quarta geração e continuaram “firme e forte” até a era PlayStation. E arpas sintéticas, muitas delas ao fundo… Ou seja, propositalmente escolhemos timbres “datados” para, pelo menos, tentar provocar algum tipo de nostalgia neste sentido ao jogador que possa vir a experimentar o jogo de Windows Phone em questão.

Uma boa música de batalha em RPG old-school, por conta da constante repetição dos combates, é algo bem-vindo (pelo menos esta deve ser a meta do compositor, imagino). A Battle Theme Normal inicia-se com uma rápida introdução, para casar com a típica transição “mapa>visão de batalha”. Procurei desenvolver um tema inicial, com melodia bem definida (com os tais strings governando) que dá lugar a dois novos trechos, totalizando 3 partes distintas.

O objetivo da variedade “forçada” é óbvio: criar alguma… variedade para o jogador que teoricamente irá escutar tantas vezes a mesma música. A segunda parte, por exemplo, apresenta outra melodia distinta ao tema, num instrumento mais suave (no caso desta música, uma flauta); a terceira parte procura não definir uma melodia, propositalmente, para deixar o clima um pouco “ambiente” por um tempo. E loop…

Espero que gostem e, puxa, este joguinho promete… :)

Adventura Saga – Battle Theme Normal (by Cosmonal) [2011]

E, seguindo com a brincadeira de soltar uma “game music em K7” como Bonus Track… alguém aí curte a trilha sonora genial, dark e envolvente de Shadow Of The Beast? Seja no Amiga com seu poderoso formato de música MOD ou no excelente port para o Mega Drive, que manteve as músicas originais (curiosidade: existe a ROM por aí do não-lançado “Super Shadow Of The Beast” para SNES que, infelizmente, teve parte da trilha trocada, perdendo boa parte do charme) a trilha composta pelo inglês David Whittaker é, no mínimo, cult entre os amantes da boa game music.

Pessoalmente, tenho uma intensa relação com este belo jogo da Psygnosis, sendo mais um que, após terminá-lo — uma única vez, com a ajuda de um aparelho VHS fazendo às vezes de “personal YouTube” — fui direto para o teclado ansioso por tirar, tocar e “produzir” a convidativa música da floresta… principal cenário do sombrio Shadow Of The Beast…

Como de costume, é importante ressaltar que esta versão não representa o tipo de trabalho com game music que faço atualmente, além de ser uma digitalização direta de uma fita cassete mal-conservada. É apenas um curioso registro histórico deste peculiar aprendizado onde os chiptunes eram os meus professores de música…

…e que tenho o prazer e a honra de tê-los aqui presentes, amigos, que dedicam um pedaço do seu precioso tempo para escutar estas versões cheirando a cartucho de videogame velho e com o “hiss” característico das fitas BASF… :)

Shadow Of The Beast – The Forests ’92 (by Cosmonal) [1992]

* * *

Anúncios

15 Respostas

  1. Mais uma vez um ótimo trabalho de game music. A “Battle Theme” está bem nostálgica, lembrando os tempos áureos dos games 16 bits, especialmente os jogos dos meados da década de 90. E a Bonus Track está bem legal também.

    Curtir

  2. Escuto esta musica quase todos os dias nos ultimos meses e posso garantir que ficou perfeita e nem um pouco enjoativa! É tão boa que até a escutei novamente aqui pela sua página!
    E estas fitas K-7 são relíquias do início de carreira de um profissional de game music!

    Curtir

    • @adneybr Blz Adney, legal que seu feedback voltou ao 16-bit, opa! :D

      @Andre Nunes Grande Andre, valeu meu velho. Valeu pela oportunidade de poder fazer essas músicas, meu caro, estamos sempre aí!

      Curtir

  3. Gostei das duas composições.Por favor Eric,continue “desenterrando” seus arquivos sonoros pra gente,tá muito bom conhecer isso tudo.
    Eu não ouço falar muito do WPhone,principalmente em relação a jogos,será que é uma plataforma boa para os retrogamers ou gamers?O Android parece ser intocável nesta área.
    Cosmonal sua definição “personal YouTube” é muito pertinente ha ha ha ha!O VHS fazia “bruxaria” naqueles tempos.

    Curtir

    • Windows Phone ainda está engatinhando se comparado a Android e iPhone, porém já possui emuladores de Master System e Game Boy e com certeza com o passar do tempo muita coisa boa virá!

      Curtir

    • Blz Dactar, meu velho. Então rapaz, o VHS fazia bruxaria, rsrs… o poder das fitas enormes, comparadas às de música! Eram gigantes do armazenamento!

      Curiosidade: haviam estúdios de música que utilizavam vídeo cassete para gravação de áudio, pois os aparelhos de vídeo Hi-Fi tinham qualidade praticamente idêntica às chamadas “fitas de rolo” (as fitas profissionais para armazenamento de música antes do digital). Ou seja, gravavam só o áudio, nem conectavam o cabo de vídeo, rs

      Curtir

  4. Parabéns pelo trabalho, Eric!

    A música de batalha realmente remete à estética dos RPG old-school e o clima ficou muito bom também.

    Gostei muito dos timbres de strings! O que você está usando para gerar esses instrumento?

    Um abraço e sucesso!

    Curtir

    • Valeu Marcelo! Rapaz, foi a onda mais “soundcanvas-like” (risos) propositalmente, do Triton Classic (do instrumento mesmo, não do módulo — é o meu “teclado main”), uma vez que o objetivo era lembrar aquela época. Pessoalmente, o som do soundcanvas não agrada porque virou “clipart” (de “O Papa é Pop” à “música de SNES”, os timbres deste Roland estão em tudo, rs) mas neste caso específico onde o objetivo era lembrar daquela época, funciona bem. Estão oitavados, claro, rs… :) curiosidade: rapidamente, ligando duas partes, usei um trumpet de banco soundcanvas, idêntico ao do Axelay do SNES, rs (também propositalmente).

      Grande abraço mister Marcelo clefbits! :D

      Curtir

  5. essa do Shadow of Beast é muito sublime e do Adventure Saga é bacana, mais duas músicas legais para o meu MP3 aqui. fiquei com vontade de conhecer esse Shadow of Beast devido a essa música, mas dizem que é difícil feito a peste, mas vou encara-lo…

    Curtir

  6. A música de batalha não fica devendo nada à grande maioria dos RPGs de nome que encontramos nos sistemas antigos de videogame. E nem preciso elogiar a música do Shadow, já disse várias vezes aqui que adoro esse jogo. Saudades da época em que eu tinha um Mega Drive e três games apenas: Strider, Shadow of the Beast e Pit Fighter e, lógico, fazia misérias neles.

    Faço das palavras do Dactar as minhas: precisamos de mais velharias pessoais raras (VHS ou fitas cassetes) aqui.

    Abraço!

    Curtir

    • @Leandro alves (@cybertechwyvern) Valeu Leandro e rapaz, se passar pelos controles “meio duros” do Shadow of the Beast, vai curtir a ambiência (só não jogue o joystick na TV por favor! :D)

      @Marcos Valverde Pô Mcs, que legal velho, e 3 “senhores” jogos você tinha hein! Putz… a “Sound Test 14” do Pit Fighter é uma maravilha (o jogo também, claro) e os outros dois sem comentários, rs — desencavandos mais fitas mofadas aqui…. processando……. digitalizando….. :D

      Curtir

  7. Nunca gostei de Shadow of the Beast. Jogo feio e travado. Provavelmente porque meu primeiro jogo de Mega Drive foi Sonic :D

    Adorei a música que você criou. Não consegui baixar. Bem que você podia disponibilizar a soundtrack quando estiver pronto ^^ O jogo promete. Tomara que faça sucesso e ganhe um port pra Android no futuro.

    Curtir

    • Rsrs, travado sem dúvida Shadow of the Beast era… mas “feio” eu vou deixar você refletir mais um dia :P :P As animações realmente não eram boas, mas os cenários compensavam, rsrs… Falando sério, comparando com Sonic é sacanagem também, é clichê dizer isso, mas Sonic 1 fez a gente acreditar que existia alguma coisa chamada “blast processing” realmente, rs

      Puxa, me diz se você clicou no botão “Download” do player da página mesmo e não funcionou pr’eu ver aqui. E sim, o sonho meu (e do Andre que está fazendo o Adventura) é esse, tomara, valeu a torcida Heider.

      Curtir

  8. Os jogos da saga Shadow of the Beast são os jogos mais fantásticos que já joguei, costumo dizer que é como um conto de terror onde você sente na pele as emoções do protagonista (Cutscenes do primeiro passa ainda mais essa idéia), a história por trás do game é sensacional, por isso não deixem de ler os manuais dos 3 games.
    Curti demais esse post, principalmente pela sua versão gravada em K7. Parabéns!!

    Curtir

    • Opa, já que é fã de Shadow of The Beast, não perca este episódio onde conto como o terminei na época usando o meu vídeocassete como “aparato de apoio” -> http://youtu.be/LPxABBNTZ2s

      Convido para que assista o episódio inteiro, caso não queira, dá uma espiada a partir de 23:25 do vídeo. Abração e vida longa à Psygnosis ;-)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: