Anúncios

Cosmic Cast #12 – É Só Videogame (Segunda Parte)

Amigos do Cosmic Effect, apresentamos a parte final do Cosmic Cast #12 – É Só Videogame para vocês. O assunto agora são algumas séries norte-americanas (britânicas também…), desenho animado altamente gamístico (isso existe? Sim!) e – por que não – algumas belas, fortes e decididas mulheres. Pensou em Samus? Então apague as luzes, selecione qualidade 1080p, aumente o volume e curta conosco o…

Cosmic Cast

Episódio #12: É Só Videogame (Segunda Parte)

 —

NOVO!

Se preferir, faça o download do vídeo em máxima qualidade
(clique com o botão direito no link abaixo e “salve como”):

Cosmic Cast #12: É Só Videogame (Segunda Parte)

(2.4 GB MPEG4/H264 baseline, 1080p, Audio AAC 224 kbps)

 —

Canais somente com vídeos originais produzidos pelo Cosmic Effect

* * *

Anúncios

32 Respostas

  1. Finalmente!! Vamos ver se tá tão bom quanto o primeiro…

    Curtir

  2. Muito bom mesmo esta segunda parte! E o Oscar vai para…editor de audio e video.. uau..
    As referencias incluidas ficaram demais!
    Bom relembrar aquelas cenas marcantes.

    Curtir

  3. Opa, e pra terminar… uau.. R-Type live!! Demais! Felizes aqueles que viram e ouviram a Ópio de Mitra ao vivo!

    Curtir

  4. Não conhecia “The It Crowd” nem o “Regular Show”. Vou procurar na internet pra assistir.
    Spaceballs e Top Gang são lendários!!
    Mias um excelente Comic Cast, parabéns pra toda a galera do Cosmic Effect envolvida no projeto.

    Curtir

  5. O Predador tá aqui em Salvador? Affff bem que dizem que ele aparece nos anos mais quentes … ;-)

    Foi Andrey que aprontou aquilo?? rsrs

    Rapaz…. muito divertido mesmo! O nível dos vídeos estão superando até mesmo os de blogs profissionais como o Omelete… O CosmicFX tá de loooonge melhor!

    Parabéns!!!

    Curtir

    • @Guilherme Valeu mesmo Guilherme, que bom que gostou! Este episódio, tenho de admitir, realmente foi uma “super-produção” de tempo e esforço para produzir, mais do que os outros episódios :) E se Spaceballs e Top Gang são lendários pra você também, mergulhar de cabeça em The IT Crowd e Regular Show, pode escrever: você já é mais um fã por esses, por antecipação! :) Abração!

      @Andrey Ahahahaha, sim, sim, você foi um dos pouquíssimos baianos que viram a Ópio de Mitra tocando game music ao vivo em Salvador ;-) num tempo em que “game music” era coisa de nerd MESMO.

      @Euler Hahahahah, claro que ali é Andrey, mister Euler, ehehehehe. É tipo: o “Special Effects Team” do Cosmic Effect é composto por: Andrey. The only and one! :D Valeu Euler, temos que conversar sobre Odyssey! ;-)

      Curtir

  6. Que superprodução!

    O próprio PREDADOR em Salvador foi uma participação “do outro mundo”…

    Agora é só esperar a parte 3…

    Curtir

  7. Opa! Já estou baixando!

    Devo ver essa semana e aí comentarei a respeito…

    Curtir

  8. Muitos jogos eu conheci lendo o Cosmic Effect e outros voltei a jogar por pura saudade mesmo,tem também aquelas composições do Cosmonal que sempre são muito boas,as vezes pego toda soundtrack de um determinado jogo simplesmente porque saiu algum comentário ou post que me chamou atenção,enfim eu confio no paladar musical e gamístico da galera aqui, e agora,porque não dizer também,que isso ocorreu neste Cosmic Cast com as séries.

    @Andrey Special_FX
    Os efeitos continuam marcantes,no final do cast o céu de Salvador com dois planetas ao fundo em plena luz do dia,foi perturbador ha ha ha,incrível!Além disso você deve ter sofrido com o “som ambiente” que as vezes atrapalha a filmagem,mas o resultado ficou ótimo pode apostar!

    EVERYBODY LIES…
    House MD,caramba tenho todas as temporadas,adoro House.Inclusive,sobre os portáteis o PSP,DS e o Gameboy já apareceram em alguns episódios,até o PSPGO apareceu se não me engano,sempre aparece uma citação,e olha que o tema do
    seriado não tem nada a ver com cultura nerd ou games.

    A VERDADE ESTÁ LÁ FORA…
    Arquivo X foi o meu “primeiro amor” a primeira série que comecei acompanhar toda semana,eu cheguei a comprar um videocassete “4 cabeças” só para ter os episódios em VHS,não era fácil não…só no esquema
    “pause” nos comerciais e “REC” quando voltava ha ha ha,só os mais experimentados vão saber o que é este drama,ha ha ha.

    PERSONAGENS FEMININAS
    Sempre jogo com personagens femininas nos games porque são mais rápidas e ágeis ,quase sempre.Ok! também são gostosas…

    P.S Chun-li,Mai Shiranui e Blaze amo vocês :)

    Regular Show não conhecia,adorei.Ri muito na “batalha final” o Demonio virando uma cereja e tal,ha ha ha vou procurar conhecer mais com certeza!!!A parte que apareceu o Master System foi demais mesmo.Valeu pela dica.

    FIK DIK
    Pouco conhecida no Brasil é a série Community,que traz muitas referências dos anos 80,e de outros filmes também,para quem não conhece vale a pena dar uma olhada.O capitulo “Piloto 01” é bem fraco por isso sugiro começar com outros episódios,é muito legal essa série!

    @Danilo
    Você sugeriu que Fringe tentou imitar Arquivo x, no início dos episódios,eu só conheço Fringe de nome,nunca assisti um episódio todo,mas pela abertura eu já percebi uma semelhança…A MÃO.Na abertura de Fringe aparece uma mão em destaque e em Arquivo X também!Nas duas aberturas aparece a mão girando em sentido anti-horário.Isso já é um indicativo de digamos,inspiração em
    X Files.Vale dar uma olhada.

    abertura Fringe:
    http://migre.me/5YniK

    abertura Arquivo X:
    http://migre.me/5YnnU

    OBS: A formatação da Intro de Fringe para o estilo anos 80,ficou sensacional!
    Adorei a idéia dos caras da FOX.
    Vou buscar Fringe também para conhecer antes que ele vire “cult” demais, ha ha ha.

    ÓPIO DE MINTRA
    @Cosmonal quando você mostrou a ODM no cast,fiquei curioso e resolvi dar uma olhadinha no Soundcloud para conhecer melhor essa banda baiana que você era o tecladista.Dei uma olhada nas fotos,nos vídeos da MUISBA ’99 e claro ouvi algumas faixas.
    Penas de Ganço:o nome eu achei estranho,depois que ouvi a letra eu entendi que era sobre as penas do travesseiro,ha ha ha.O vocal desta faixa me lembrou muito o Biquini cavadão e o Engenheiros do Hawaii,foi a impressão que tive.
    “Janelas do Destino” e “Encenação” ficaram melhores que a do “ganço”,me refiro as letras em especial.

    ALFA-CENTAURO E PLAYSTATION ONE?
    No caso da Alfa-Centauro eu gostei da introdução.Cara eu achei muito louco uma coisa!Nas 3 batidas dos primeiros 9,12 e 14 segundos eu lembrei na hora do:
    “star up” do Playstation one,sabe aquela batida imponente?Eu devo estar pirando…
    Gostei muito da “Studio Live 3 ODM Session (15/10/2000)” acho que a liberdade das improvisações ali ficaram bem interessantes.

    GAMEMUSIC É CLARO!
    Aproveitando o embalo dei uma olhadinha nos extras com:
    Studio Live 3 de Sonic e do R-Type(não editado),curti pra caramba,ficou com aquele ar de experimentação e ensaio ao vivo,muito legal.Uma pena que a banda tenha acabado pelo evento “Saída dos Henriques”,mas por outro lado eu prefiro ter o Cosmonal como Game Music Composer,do que fazendo
    Rock ou musica POP por aí,talvez seja egoísmo da minha parte,já que adoro gamemusic,enfim.Apenas digo que depois deste Cosmic Cast 12 a Ópio de Mintra não é mais uma banda 100% desconhecida,pode apostar.

    Caraca,esse episódio,em especial,deve ter dado um puta trabalho de edição,Eric parabéns pela paciência!
    Um abraço pra Sheyla que fez toda a pesquisa do Cast!Uma visão feminina faz toda diferença em qualquer trabalho.Com certeza.

    Um abraço a todos e tchau. :)

    Curtir

    • ““pause” nos comerciais e “REC” quando voltava ha ha ha,só os mais experimentados vão saber o que é este drama”

      Graaande Dactar, velho, delirei aqui, sou exatamente como você neste aspecto! Gravava tudo que gostava e fazia QUESTÃO de gravar assistindo pra cortar os comerciais direitinho! Ô saudade desse tempo… todos episódios de Seinfeld, Newsradio, Hulk… tudo em VHS cortando comercial, hahaha! Eu sou dos seus! :D

      Você escavou a Ópio de Mitra, achou no SoundCloud!!! Hahaha, adorei isso, e olha… você foi mais uma vez na mosca, quem escutava na época sempre comparava o vocal ao do Biquini Cavadão mesmo! Olha, não sei se deve ter dado pra perceber, mas o vocal era justamente o Arnaldo Diniz, que apareceu por aqui naquele vídeo off-topic sobre um projeto de usar o controle do Wii como base para um sistema de lousa virtual, lembra? Agora aproveito pra deixar esse “spoiler”: já gravamos, Dactar, um episódio com ele (o Arnaldo) somente sobre o hardware do Atari 2600, acredito que, quando estiver devidamente editado, será um episódio muito interessante — você em especial vai adorar, pode escrever aí.

      Mais sobre as músicas da banda: o Arnaldo compunha as letras e era baixista, eu fazia boa parte dos arranjos/produzia e, claro, tocava teclado/sintetizador. E nossos ensaios eram regados a muita game music mesmo, você deve ter encontrado outras lá no SoundCloud ;-) Tenho bastante orgulho deste período pois tocamos game music, em Salvador, ainda nos anos 90 (ok, a banda começou em 1999, mas tá valendo :P)!

      Rapaz, bela sensibilidade essa sua: quando você falou do start up do PSX, saquei a semelhança na hora com o início de Alfa Centauro, muito bom! Foi realmente não intencional, mas muito curioso o paralelo, haha, quem sabe foi subjetivo… curiosidade inútil: na versão instrumental da Alfa Centauro (está lá no SoundCloud) adicionei à mesma introdução ruídos de Ripley acordando em Aliens, O Resgate! É sutil, mas está lá ;-)

      E Dactar… mais uma na mosca, não comentei nada mas aproveitando sua deixa… este episódio deu um trabalho IMENSO! Primeiro Andrey, com os efeitos, das 3 horas de papo ele já reduziu para 1 hora e adicionou os efeitos; então, levei aproximadamente 80 horas (pode acreditar nesse número) para editar as duas partes (somando). Só não foi maior porque Sheila havia feito a pesquisa (assistir o vídeo não-editado, procurar os episódios/filmes/séries, etc com boa qualidade, baixá-los e deixar tudo numa pasta, com um roteiro com os tempos onde cada um deles foi citado.

      Aí, na edição final… os vídeos de várias fontes/codecs distintos deixam o Sony Vegas muito instável. Li bastante sobre e não tem muito jeito, o problema é a diversidade de codecs em um mesmo projeto. Isso atrasou bastante a edição.

      Mas era tão divertida a edição que a gente ia levando numa boa!

      E Community, putz, sou fã e na verdade ele foi falado por nós, mas foi um dos que foi cortado — senão esse episódio não terminava nunca! Perfeito seu comentário sobre Community: ele demora de engatar, mas lá pelo quinto episódio… é uma festa de referências, deveria ter entrado neste Cosmic Cast, realmente!

      Grande abraço Dactar, nos vemos em breve!!

      Curtir

      • Olha só Eric,muito legal saber que você é da minha turma…a era do VHS!
        É inacreditável pensar como as coisas melhoraram hoje em dia,mas aquela “edição primitiva” dos anos 90,foi uma época bem divertida também.Lembro que nas gravações do Arquivo X eu ficava PUTO quando eu errava o “timing” certo,ha ha ha,bons tempos.

        Ha hammm!Eu sabia! parece mesmo com Biquini Cavadão :)
        Sobre o Arnaldo Diniz,eu não percebi que era ele no vocal,lembro do projeto para WII muito bem,fiquei entusiasmado com a idéia,genial.Então o vocal era ele heim?
        O Arnaldo deve curtir também consoles antigos,essa gravação é um spoiler-presente para mim,gosto muito dos jogos,claro,mas tenho paixão também pelos hardwares,sabe… coisas como modelo de circuitos integrados,estrutura interna das placas,detalhes técnicos o design,controles…enfim tudo que se refere aos consoles.Esse episódio com certeza promete.

        Ripley acordando Aliens em Alfa Centauro?Essa é complicada sacar mesmo,vou ouvir denovo pra tentar identificar.Essa é pra quem tem ouvido “Advanced”,ha ha ha.
        Sobre o trabalho da edição,olha parabéns mesmo Eric,o negócio é mais complexo do eu imaginava,putz! 80Hs de edição,dava pra zerar muito jogo de Nintendo 8-Bits nesse tempo,você foi fera mesmo!Em relação a instabilidade do Sony Vegas eu fico imaginando o stress,por exemplo,de finalizar um projeto desse porte e de repente dá algum erro inesperado e estraga tudo ou não finaliza direito.Tenso.

        Fico feliz em saber que voce e Danilo gostam de Community,mas te dou toda razão,se fosse incluir tudo o que a gente gosta num Cosmic Cast o episódio ia virar uma mini-série,ha ha ha! ou um longa estilo Senhor dos Anéis :)

        Curtir

    • @Dactar
      Ainda espero o tutorial ou video aula de edição que Eric tem que fazer. E a pesquisa de Sheila. Realmente o trabalho final está incrivel.
      Tutorial já!
      @Danilo
      Mesmo nos bastidores, me pareceu agora como uma nova filmagem. Demais mesmo.

      Valeu!

      Curtir

  9. Muitos jogos eu conheci lendo o Cosmic Effect e outros voltei a jogar por pura saudade mesmo,tem também aquelas composições do Cosmonal que sempre são muito boas,as vezes pego toda soundtrack de um determinado jogo simplesmente porque saiu algum comentário ou post que me chamou atenção,enfim eu confio no paladar musical e gamístico da galera aqui, e agora,porque não dizer também,que isso ocorreu neste Cosmic Cast com as séries.

    @Andrey Special_FX
    Os efeitos continuam marcantes,no final do cast o céu de Salvador com dois planetas ao fundo em plena luz do dia,foi perturbador ha ha ha,incrível!Além disso você deve ter sofrido com o “som ambiente” que as vezes atrapalha a filmagem,mas o resultado ficou ótimo pode apostar!

    EVERYBODY LIES…
    House MD,caramba tenho todas as temporadas,adoro House,inclusive sobre os portáteis o PSP,DS e o Gameboy já apareceram em alguns episódios,até o PSPGO
    apareceu se não me engano,sempre aparece uma citação,e olha que o tema do seriado não tem nada a ver com cultura nerd ou games.

    A VERDADE ESTÁ LÁ FORA…
    Arquivo X foi o meu “primeiro amor” a primeira série que comecei acompanhar toda semana,eu cheguei a comprar um videocassete “4 cabeças” só para ter os episódios em VHS,não era fácil não…só no esquema:
    “pause” nos comerciais e “REC” quando voltava ha ha ha,só os mais experimentados vão saber o que é este drama,ha ha ha.

    PERSONAGENS FEMININAS
    Sempre jogo com personagens femininas nos games porque são mais rápidas e ágeis quase sempre.Ok! também são gostosas…

    P.S Chun-li,Mai Shiranui e Blaze amo vocês :)

    Regular Show não conhecia,adorei.Ri muito na “batalha final” o Demonio virando uma cereja e tal,ha ha ha vou procurar conhecer mais com certeza!!!A parte que apareceu o Master System foi
    demais mesmo.Valeu pela dica.

    FIK DIK
    Pouco conhecida no Brasil é a série Community,que traz muitas referências dos anos 80,e de outros filmes também,para quem não conhece vale a pena dar uma olhada.O capitulo “Piloto 01” é bem fraco por isso sugiro começar com outros episódios,é muito legal essa série!

    @Danilo
    Você sugeriu que Fringe tentou imitar Arquivo x, no início dos episódios,eu só conheço Fringe de nome,nunca assisti um episódio todo,mas pela abertura eu já percebi uma semelhança…A MÃO.Na abertura de Fringe aparece uma mão em destaque e em Arquivo X também!Nas duas aberturas aparece a mão girando em sentido anti-horário.Isso já é um indicativo de digamos,inspiração em
    X Files.Vale dar uma olhada.

    abertura Fringe:
    http://migre.me/5YniK

    abertura Arquivo X:
    http://migre.me/5YnnU

    OBS: A formatação da Intro de Fringe para o estilo anos 80,ficou sensacional!
    Adorei a idéia dos caras da FOX.
    Vou buscar Fringe também para conhecer antes que ele vire “cult” ha ha ha.

    ÓPIO DE MITRA
    @Cosmonal quando você mostrou a ODM no cast,fiquei curioso e resolvi dar uma olhadinha no Soundcloud para conhecer melhor essa banda baiana que você era o tecladista.Dei uma olhada nas fotos,nos vídeos da MUISBA ’99 e claro ouvi algumas faixas.
    Penas de Ganso:o nome eu achei estranho,depois que ouvi a letra eu entendi que era sobre as penas do travesseiro. ha ha ha.O vocal desta faixa me lembrou muito o Biquini cavadão e o Engenheiros do Hawaii,foi a impressão que tive.
    “Janelas do Destino” e “Encenação” ficaram melhores que a do ganso,me refiro as letras em especial.

    ALFA-CENTAURO E PLAYSTATION ONE?
    No caso da Alfa-Centauro eu gostei da introdução.Cara eu achei muito louco uma coisa!Nas 3 batidas dos primeiros 9,12 e 14 segundos eu lembrei na hora do:
    “star up” do Playstation one,sabe aquela batida imponente?Eu devo estar pirando…
    Gostei muito da “Studio Live 3 ODM Session (15/10/2000)” acho que a liberdade das improvisações ali ficaram bem interessantes.

    GAMEMUSIC É CLARO!
    Aproveitando o embalo dei uma olhadinha nos extras com:
    Studio Live 3 de Sonic e do R-Type(não editado),curti pra caramba,ficou com aquele ar de experimentação e ensaio ao vivo,muito legal.
    Uma pena que a banda tenha acabado pelo evento “Saída dos Henriques”,mas por outro lado eu prefiro ter o Cosmonal como Game Music Composer,do que fazendo Rock ou musica POP por aí,talvez seja egoísmo da minha parte,já que adoro
    gamemusic,enfim apenas digo que depois deste Cosmic Cast 12 a Ópio de Mintra não é mais uma banda 100% desconhecida,pode apostar.
    Caraca,esse episódio,em especial,deve ter dado um puta trabalho de edição,Eric parabéns pela paciência!
    Um abraço pra Sheyla que fez toda a pesquisa do Cast!Uma visão feminina faz toda diferença em qualquer trabalho.Com certeza.

    Um abraço a todos e tchau. :)

    Curtir

    • ERRATA

      01-@Cosmonal desculpe ter comentado duas vezes,eu não percebi quando o primeiro ficou esperando moderação,ha ha ha ,se quiser deletar um deles sem problemas.Eu estava distraído,CONCENTRAÇÃO MODE:OFF

      02-No meu comentário escrevi a palavra ganso com (ç),sei que parece bobagem mas doeu de ler aquilo,ha ha ha!!!Foi mal.

      Curtir

  10. Parabéns Eric e Dan pelo vídeo!
    Excelente seleção de momentos clássicos e Geeks de seriados, me fez rir muito com os momentos de IT Crowd principalmente!

    Curtir

  11. Mais uma vez fiquei surpreso com a edição de Eric, faz o episódio parecer novo para mim e eu to nele, imaginem. Este então é ainda mais forte o efeito, pois foi filmado faz algum tempo e já esqueci 90% do que dissemos nesse dia.

    O Regular Show até hoje estou devendo pra Eric, ele vai me matar quando ler este comentário. Já o Community, mencionado pelo Daktar no comentário acima, já estou esperando até a próxima temporada, devorei todo de uma dentada só. Uma pena que não conhecia na época da filmagem, senão com certeza iriamos comentar sobre ele.

    Quando vi o trechinho de R-Type na parte 1 até eu fiquei curioso de onde saiu aquilo, quando Eric me mostrou a gravação original fiquei fascinado, pena mesmo eu não ter conhecido a banda na época.

    @Daktar
    Rapaz, seu comentário sobre o ar “meio gravado em estúdio”, deixe Eric confirmar, mas acho que aquilo ali é a gravação do estúdio mesmo, ensaiada rapidinho e feita ao vivo. Isso me deixou ainda mais surpreso, porque este nível de iteração dos componentes da banda é muito difícil de alcançar pra gamemusic, onde cada instrumento tem um papel bem distinto.

    Outra coisa, sobre o “olhar de Sheila”, ele foi mais que fundamental, foi praticamente a alma do episódio. Nossa conversa foi muito casual, então transformar aquele bate-papo de boteco em uma estrutura coesa e com exemplos em forma de cenas de filme foi realmente um trabalho ingrato pra coitadinha. Fora isso foram nossas falhas de linguagem, nossas “baianadas” (largadas de sotaque baiano muito forte nas falas) e afins foram todas filtradas com maestria por ela. Sheila, muito obrigado.

    Curtir

    • Danilo,este ponto de rever o cast, como se fosse novo para você,é muito interessante,eu lembro de você ter comentado isso em outra ocasião em algum comentário e realmente deve ser até mesmo divertido,porque o Eric monta a coisa de uma forma que é impossível prever exatamente como vai ficar o resultado final,são tantas coisas não é mesmo? Som,Efeitos,Cortes…
      Caramba! você faz e absorve o cast de duas formas completamente diferentes e ao mesmo tempo complementares.
      Sobre Community,sem palavras,é muito bom mesmo!

      Sobre R-Type do Eric,tem a questão da época também,imagino que a gravação seja bem antiga e mesmo assim já havia essa habilidade da banda em construir uma ótima gamemusic.Sobre a música em si,eu curti porque ela vai esquentando,esquentando e a partir de 1:40 a coisa “começa pra valer”.

      Muito bom Danilo você ter comentado sobre a participação da Sheila,porque a gente acaba não sabendo exatamente até que ponto a visão dela ajudou a construir o formato do cast,agora eu sei que ela foi uma peça fundamental.Realmente,transformar um papo informal(de boteco) em algo gravável e estruturado deve ser complicado mesmo.Parabéns pra Sheila.

      Curtir

    • Você levou Regular Show quando veio aqui e ainda não assitiu? Bom, acho que pelo episódio do Cast você já deve saber que vou lhe matar… sim, sim, vc já comentou isso! :D

      E sim Danc/Dactar, foi no estúdio da própria banda, que fizemos numa sala de som THX que o pai do Arnaldo tinha em casa (sim, THX, era uma sala que foi construída nos padrões de áudio THX — o pai do Arnaldo trabalhava com equipamento de áudio). Mas, ainda que feito nesta sala “ex-high tech”, nosso esquema era de “garagem”, com a vantagem do início das facilidades digitais, em 1999: eu tinha uma placa de som mid-end nesta época, tínhamos mesa, alguns mics… só não captávamos corretamente a bateria acústica, pois os mics e equipamentos para isso são realmente caros, fora da nossa ossada em 99, rs

      (Danilo, eu já tinha te mostrado essas gravações todas da banda, inclusive a de R-Type)

      Hahaha, verdade o que Danilo falou, Sheila alertou sobre trechos onde exageramos (aham) um pouquinho demais no “baianês”, então tais partes ficaram para um futuro “director’s cut” mesmo, hehehe! ;-)

      Curtir

  12. Cara, quanta coisa boa para se assistir… claro que SpaceBalls é meu favorito! hehehe
    Parabens pela segunda parte! Consiguiram deixar até melhor que a primeira!

    Curtir

  13. Opa! Só tive tempo de assistir agora e me diverti muito! haha. Adorei relembrar três clássicos mencionados (Robocop, Total Recall e Starship Troopers). Gosto muito desses filmes até hoje. Realmente o estilo de piadas e noticiários nonsense é uma diversão a parte. Cosmonal e Dancovich também não deixaram de fora o Regular Show. E a abertura “1985 style” de Fringe é muito boa rs. Meus caros, as paisagens de Salvador são lindas. Não perdem nada pro Rio! Abraços! =)

    Curtir

    • @Andre Nunes Valeu André, opa, mais um fã de Spaceballs! :D Abração!

      @Mario Cavalcanti Hahaha, valeu Mario e foi o turismólogo Andrey quem escolheu a locação, ele é o nosso guia destes episódios externos, por isso vocês só vêem as partes boas da cidade, hehe! :D Já vi que vc é fã de Paul Verhoeven também, legal!!! Abração!

      Curtir

  14. Legal, muita coisa apresentada ali me era desconhecida ou não lembrava direito, como nas cenas do Hot Shots I ou até do Spaceballs… Preciso revisitar esses filmes o quanto antes!

    Aliás, estava esperando vocês citarem o Airplane!, ou “Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu”, mas infelizmente não rolou. Inclusive, vocês devem ter conhecimento de que há uma cena no filme em que os controladores de vôo estão jogando o Bastketball de Atari em uma das telas do radar… kkkkk!

    Ah, e uma coisa que não entendi foi a “visão térmica” que rolou em dois momentos. Alguma referência que perdi?

    Curtir

    • Rapaz, é do primeiro Airplane essa cena né? OMG, pena que não lembramos enquanto gravava, seria fabuloso!!!!! Deixar anotado aqui pro “Director’s Cut”, rs!

      E a visão térmica você sabe que é referenciando Predador, foi idéia de Andrey simbolizando momentos em que a gente começa a falar de videogame, onde não deveria (observe que a interface do Predador “detecta” que somos “gamers”, rs). O Predador prepara-se para abrir fogo, mas aí voltamos ao papo de filmes e ele desiste…

      Também, um excelente pretexto pra usar os efeitos sonoros A+ do filme Predator!!!! :D

      Curtir

  15. Mais um ótimo programa, parabéns!

    Nossa, tantas referências, não sei nem o que comentar… bom, também sou fã de Arquivo X como o Danilo. Adoro a série. Confesso que perto do final a história começou a ficar meio doida demais para o meu gosto, achei que estavam esticando a trama, mas no geral talvez seja minha série favorita. Aliás, ao lado de House, é a única série que já acompanhei na vida. Nunca tive saco para “ih, sete horas, vai começar aquele programa”, mas essas duas aí me pegaram.

    Muito boa a referência ao Panzer Dragoon, he he… será que a equipe da Sega esteve aí em Salvador para buscar inspiração para os cenários? Nunca saberemos.

    Assim como o Guilherme aí em cima, eu também não conhecia “The It Crowd” e “Regular Show”. Fiquei curioso, vou conferir depois. “Fringe” eu sempre ignorei, mas depois daquele lance do anime que vocês mostraram no episódio passado eu me animei. Vou dar uma conferida também.

    E sobre a Ópio de Mitra, quando a banda volta? Agora que esse som foi levado a público vai ter fã-clube surgindo rapidinho!

    Excelente a edição, um espetáculo o programa. E o Eric e o Danilo são ótimos de papo, tem uma química bacana entre eles. Não sei como a Sheila não fica com ciúm… digo, muito bonita a amizade de vocês :P

    Curtir

    • Sabia que a música de Panzer Dragoon ia te derrubar no final :) e Orakio, quando der, realmente para no youtube e assiste QUALQUER episódio de Regular Show (dica: tá tudo completo no youtube, não sei porque mas o youtube deixa esse desenho ficar por lá numa boa), é pequeno e vc não vai parar de rir com as referências, é realmente um desenho para os “retrôs” como deu pra ver no vídeo. Tem cenas e diálogos que nunca pensei que iria ver num desenho animado (como aquela em que comparam os gráficos da caixa com os gráficos do jogo, putz… demais não? rs).

      E a Ópio de Mitra voltar, hehe, metade da banda foi morar em São Paulo, mas já se falou num revival quando todo mundo se reunir aqui em Salvador, se rolar eu gravo a gente tocando até uma música de Phantasy Star hein ;-)

      “…digo, muito bonita a amizade de vocês :P”

      Hahahahah, seu safado! :P

      Curtir

    • Gagá, levando em conta que nossos papos são agendados para terminar 12h e terminam 16h, também não sei como Sheila não morre de ciu… raiva da gente.

      Curtir

  16. Excelente o segundo video também. Pena que o vento atrapalhou em algumas partes, mas o resultado foi super bacana. Salvador deve ser o nome terráquio para “lua de Endor”, hehehe. Não deve nada a vídeos profissionais mesmo, vou converter em dvd pra passar pra uns amigos assistirem, tenho certeza que eles também vão adorar. Só é uma pena ter que socar os1080p em 720 × 480 ¬¬

    Eu tenho pelo menos umas 50 edições da Dragão Brasil. Muita coisa que eu gosto até hoje eu conheci lá, ou foi por ela que me aprofundei. Numa época onde quase não havia internet no Brasil além da discada era emocionante esperar matérias sobre filmes, animações, livros e séries que ou eram completamente desconhecidos ou eram companheiros de velhos tempos em matérias completíssimas. Até hoje leio algumas edições de vez em quando.

    Sou do time que prefere personagens femininas por um motivo simples: velocidade. Os personagens masculinos costumam dar mais dano, mas serem lentos. Já com mulheres eu posso jogar na base da esquiva e dos ataques rápidos, e com uma personagem com belos “atributos” fica mais difícil se entediar com um jogo :D

    Vocês citaram o Charlie Sheen, depois que ele saiu de Two and a Half Men apareceu um personagem meio nerd. Assistam o segundo episódio da nona temporada, com certeza vão reconhecer muitas coisas na casa do Ahston Kutcher (começa aos 13 minutos).

    Spaceball é muito bom! Lembro do Barf, o meio-homem/meio-cão, que é seu próprio melhor amigo. Gosto muito destes filmes de sátiras, outro divertido sobre Star Wars é Fanboys. E acho que o ápice da zoação/homenagem com Star Wars foi Blue Harvest, de Family Guy. Acho que vocês não acompanham Family Guy, lá tem muitas referências a games, aqui vão algumas mais legais que eu me lembro:




    Não conhecia Regular Show nem I.T. Crowd, vou baixar alguns episódios dos dois e ver se animo ver todos. Mas no geral eu curto muito séries inglesas – vão direto ao ponto, e por ter menos episódios não ficar repetitivas. Coupling e Sherlock (da BBC) estão entre as minhas prediletas. Senti falta também de citarem o grupo que provavelmente mais foi referenciado pela cultura nerd no mundo: Monty Phyton! Vou mandar uma Santa Granada de Mão da Antióquia na casa de vocês se isso se repetir :D

    Um abraço, e que história é essa de deixar o tempo do continue terminar antes de apertar START? Se fosse por falta de grana pra ficha até daria pra entender, ou pela mãe gritando “Desliga essa coisa e vem jantar”. Mas sem motivo nenhum? Espero ansiosamente por um “É Só Videogame – O Império Contra-Ataca!” :D

    Curtir

    • Graande Heider! Cara, que honra se você converter isso pra alguém, velho, fico 100% disponível pra gerar o conteúdo a partir do Vegas para 720×480 em MPEG2 de DVD, se assim você desejar! É só me falar, sério, numa boa!!!!

      Sim, está falando do arcade na casa da namorada de Kutcher (putz, esqueci o nome do novo personagem……. Walden! rs — puttzzz, pausei nessa hora, vi Galaga, Donkey Kong e até um R2D2!!!

      Realmente, só o nome Monty Python apareceu no nosso papo rapidamente, referenciando a origem do humor nonsense e tal… curiosamente, só neste ano que comecei a realmente a assistir com atenção Monty Python, por influência do Rafael00Agent por sinal. Não precisa falar nada sobre eles, eu era uma pessoa incompleta até saber do que se trata o Silly Walk…. OMG….

      E o continue, hehehe, bom, como não voltou para a tela de abertura, nunca vamos saber se pressionou start no último milésimo… (sugestão de título sua anotada ;-)

      Abração Heider!

      Curtir

  17. Esta segunda parte ficou excelente! Parabéns a todos envolvidos. Agora sei o porque de as vezes no nome do site ficar abreviado como “FX”, faz jus aos belíssimos efeitos especiais.

    Mais uma vez, conheço e gosto de praticamente todos os filmes e séries citadas. Tinha pegado Netflix para testar e comecei a assistir por lá, muito boa mesmo! O episódio “Modern Warfare” é um dos melhores!

    Foi muito comentando aqui na seção de comentários sobre VHS, também era viciado nisso! Usava ele mais para gravar coisas da TV e gravações de vídeo game (sim! Gravava aberturas, encerramentos, gameplay, etc) do que para locação de filmes. Até, para quem quiser ver, fiz há alguns anos um post sobre isso:

    http://frankcastiglione.wordpress.com/2009/09/26/o-incrivel-mundo-d-vhs/

    No mais, só tenho a agradecer por todo esse conteúdo feito por vocês. Como dito, é um trabalho danado, mas o resultado é ótimo. Porém, acho que mais pessoas tem que conhecer e ter acesso ao Cosmic Effect/Cosmic Cast, com certeza ajudarei a divulgar no Twitter, Facebook e amigos. Um grande abraço!

    Curtir

    • Frank, só te digo uma coisa: comecei a ler seu post do “Incrível mundo do VHS” e estou ADORANDO, só aquela foto da EQ T-160 da Basf ali já me deixou emocionado!! Vou reviver seu post de 2009 daqui a pouco por lá…

      Valeu mais uma vez pelos elogios Frank, e putz, brigado mesmo se divulgar pros seus amigos. Mais gente fã dessas “maluquices” nossas juntos por aqui, putz, é um sonho realizado. Valeu Frank.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: